Gatinhos resgatados criam forte vínculo em abrigo e se tornam melhores amigos

Por
em Notícias

Uma lista online de animais precisando de ajuda fez com que a organização Tiny but Mighty Kitten Rescue localizada em Ontário, Canadá, encontrasse dois gatinhos abandonados pela sua mãe.

"Eu sabia pela foto que eu tinha que resgatá-los. Eu dirigi para Alexandria naquela manhã e peguei esses bebês", Mellissa, dona da associação, compartilhou.

Os pobres filhotes estavam bastante sujos e famintos, devem ter passado por muitas dificuldades.

Nomeados Ace (preto e branco) e Indie (cinza), logo se aninham juntos para dormir, e após um longo banho, eles se transformaram!

Segundo o portal de notícias Love Meow, Indie pesava meio quilo e Ace pesava 1,2 quilo, muito magros mesmo.

Com um teto sobre suas cabeças, os gatinhos saíram de suas conchas e até começaram a explorar. Não demorou muito para Mellissa notar o vínculo especial que compartilhavam.

Eles eram como duas ervilhas em uma vagem, completamente inseparáveis.

Assim que Ace chorava por comida ou lanches, Indie fazia o mesmo, formou-se um pequeno dueto felino.

Quando os irmãos felinos estavam prontos para aprender a comer em um prato, eles o faziam juntos, lado a lado, como se estivessem torcendo um pelo outro.

Indie é a princesa atrevida que adora beijar os outros, e Ace é um menino destemido que parece não ter um botão de pausa quando joga.

Ace ama tanto sua irmã que, se ela não estiver por perto, ele irá imediatamente procurá-la.

"(Uma vez), eu carreguei Indie escada acima para rapidamente pegar algo para o quarto dos gatinhos, e Ace começou a gritar!" contou Mellissa.
"Quando eles eram esterilizados e castrados, a parte mais difícil do dia não eram as cirurgias. Era ficar longe um do outro em suas próprias caixinhas (no veterinário)", acrescentou a mulher.

Quando foram colocados para adoção, Mellissa sabia que eles eram um "pacote fechado" e não podiam ser separados. Pouco depois, uma grande família apareceu e deu as boas-vindas a ambos em seu lar amoroso.

"Eu conheci uma família e soube imediatamente que era um encaixe perfeito! Estou muito feliz por esses dois!", disse a mulher.

Ace e Indie estão adultos agora, mas algumas coisas nunca mudam.

"Esses dois não podem viver um sem o outro. Eles sempre têm que estar próximos um do outro para dormir", escreveu a família. "Eles jogam muito, dormem muito e estão sempre juntos", completaram.

Por que uma mamãe felina pode rejeitar seus filhotes?

O que poderia fazer uma mamãe felina abandonar seus filhotes? Essa triste atitude não acontece somente com os humanos os animais também têm esse comportamento. Conheça algumas razões que levam as felinas a abandonarem seus filhotes.

  • As gatas de rua às vezes espalham seus gatinhos para evitar a predação. Então se você encontrar um gatinho rechonchudo é provável que a mãe esteja por perto, mas se afastou para evitar ataques de predadores.
  • Às vezes, a mãe rejeita um gatinho doente para evitar espalhar a doença para os outros filhotes.
  • A mãe gata também pode rejeitar um gatinho fisicamente deformado, mesmo que ele esteja bem de saúde. Isso acontece pois a mãe quer concentrar suas energias nos gatinhos bem de saúde.
  • Algumas mães que amamentam desenvolvem mastite, uma infecção da glândula mamária. O que torna doloroso o ato de mamar, por isso a felina acaba rejeitando os seus filhotes.
  • Uma mãe muito jovem que não desenvolveu habilidades maternas pode agir confusa ou desinteressada pelos filhotes.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.