Gato aceita ser pai adotivo de filhotes acolhidos por sua família

Por
em Notícias

Quando a voluntária do abrigo IndyHumane em Indianápolis, Indiana (EUA), chamada Jennifer, acolheu três de seis gatinhos órfãos, ela não imaginava como eles se dariam bem com o seu gato mais velho.

Os gatinhos, com poucos dias de vida, foram encontrados sozinhos e levados para o centro de resgate. Enquanto Jennifer se dispôs a cuidar de três, Penny, outra voluntária do abrigo, levou os demais irmãos para a sua casa.

Bear, o gato residente de Jennifer, tem uma personalidade adorável e sempre foi receptivo com os gatinhos temporários que passaram pela casa. Claro que não foi diferente com os irmãos, agora nomeados, Fletcher, Olive e Mara.

Inicialmente Jennifer deixou os irmãos separados de Bear até que eles estivessem devidamente medicados e ambientalizados com o novo lar. Durante os primeiros dias, eles ficaram separados, mas já sabiam da presença uns dos outros e ficavam farejando através da porta.

Mas não demorou até que todos pudessem, enfim, se conhecer. Separados por um cercado, Bear se aproximou e resolveu entrar nele para ficar com os novos membros da família.

“Os gatinhos não tinham tanta certeza sobre Bear no início, e houve muitos bufos e assobios. No entanto, eles ficaram curiosos e o 'seguiram' quando ele estava fora do cercado”, disse Jennifer ao Love Meow.

Bastou o primeiro contato de perto para que os irmãos e Bear se encantassem uns pelos outros. Afinal, Bear só queria acolher Fletcher, Olive e Mara e eles sabiam disso. Bear assumiu instintivamente o papel de irmão dos gatinhos e passa a maior parte do dia os limpando e os acariciando.

“Agora todo mundo ronrona quando está por perto. Gostam de brincar com ele e pedir abraços e lambidas. O Bear é um gato muito despreocupado e com uma personalidade tranquila. Ele tem sido muito bom com todos os gatinhos adotivos com os quais conseguiu interagir até agora”, afirmou Jennifer.

Além da troca afetiva, Fletcher, Olive e Mara observam tudo o que Bear faz e tentam imitá-lo. Assim como Fletcher, Olive e Mara, seus irmãos também prosperam em seu lar temporário e todos aguardam desenvolver mais, para então, ser adotados.

Enquanto isso não acontece, Bear segue protegendo e cuidando dos pequenos felinos como se fossem seus. Porque até o momento, realmente são.

Vídeo: Acostumando um gato com outro gato

Se você já é dono de um gato e pretende adotar outro, a tarefa de socializá-los pode ser um pouco difícil, mas não impossível.

Nem todos os felinos são receptíveis como o Bear, por isso é bom ter certeza que o seu gato saberá se adaptar com um novo membro na família antes de adotar.

O Perito Animal, canal voltado para o reino animal com conteúdos elaborados por especialistas, dá uma ajudinha nesse assunto. Confira!

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com