Gatinha encontrada abandonada faz de tudo para conquistar o amor de irmã canina

Por
em Notícias

Sem condições de se defender, a gatinha Pocket foi encontrada vagando pelas ruas de Gaultois, em Newfoundland and Labrador, Canadá.

Completamente sozinha, a filhote, que tinha cerca de cinco semanas quando foi encontrada, não tinha recursos para se defender, mas felizmente ela foi resgatada por populares e levada ao centro de resgate Exploits Valley SPCA.

Como ela era muito pequenina, foi nomeada em um primeiro momento de Pocket, afinal, ela cabia no bolso e gostava disso.

Energética e carinhosa, Pocket conquistou rapidamente todos a sua volta e só queria retribuir a ajuda recebida.

Veja o vídeo:

Os voluntários sabiam que ela precisava de um lar e atenção exclusiva, mas infelizmente na primeira tentativa de adoção, ela acabou sendo rejeitada pela mãe adotiva. O abrigo, então, divulgou a sua história nas redes sociais e uma mulher chamada Keesha Hicks se apaixonou imediatamente por ela.

Keesha, que já tinha uma cadelinha em casa chamada Lexi, sabia que Pocket seria a companhia perfeita e foi conhecê-la. Assim que chegou no abrigo, Pocket pulou no colo de Keesha, como se soubesse que ela seria sua nova mamãe.

Não havia espaço para dúvidas, Keesha já havia decidido que a levaria para casa.

“Ela era uma gatinha com uma atitude feroz. Ele não tinha medo de nada”, disse Keesha ao Love Meow.

Já em seu novo lar, Pocket ganhou um novo nome: Remi. Lá, ela conheceu a sua nova irmã canina, Lexi, e fez questão de se aproximar amorosamente, afinal, ela realmente queria ser aceita e compartilhar todo o seu amor.

Lexi ainda estava em fase de adaptação com a presença da felina, mas como Remi a seguia por toda a parte, não demorou para perceber que a gatinha estava ali para melhorar o ambiente e a vida da família.

“Ela tentou abraçar Lexi, ela pensou que era sua mãe e se deitou ao lado dela no sofá”, contou Keesha.

Sem escapatória, Lexi se encontrou cercada pelo amor e carinho de Remi. A partir daí, a relação entre a dupla só se fortaleceu e agora são completamente inseparáveis.

Alguns meses após a adoção de Remi, a gatinha cresceu, se desenvolveu e hoje está quase maior que Lexi, a cadelinha que antes era vista como mãe e protetora pela frágil filhote. É, parece que o amor insistente de Remi venceu, não é mesmo?

Vídeo: apresentando cães e gatos

Os cães e gatos são ótimos animais de companhia, tornam os nossos dias ainda mais felizes. Se você já é dono de um gato e deseja adotar um cachorro ou vice-versa, é necessário antes de tudo conhecer o temperamento do seu animal para que você saiba mediar o encontro de ambos.

Alexandre Rossi, especialista em comportamento animal, no seu canal do YouTube Estopinha & Alexandre Rossi, explica como fazer aproximação entre cães e gatos. Confira!

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com