Logomarca Amo meu PET

Gata que nunca havia recebido proposta de adoção em abrigo finalmente é adotada

Por
em Gatos

Uma gatinha chamada Bean foi encontrada ferida e sozinha em um estacionamento de trailer na Alemanha no ano passado. As condições apontavam que ela teve um passado difícil, mas felizmente isso não condiz com a sua realidade atual, já que ela foi adotada e agora é muito amada pela sua dona, Francisca.

Na ocasião, Bean foi resgatada por um abrigo e, depois de alguns dias sob a supervisão dos voluntários, sem receber o aviso de nenhum respectivo dono, ela foi disponibilizada para a adoção. Entretanto, a gata era sempre ignorada por potenciais adotantes. Quando soube da sua história, Francisca ficou comovida e foi até o abrigo para conhecê-la.

“Escrevi para o abrigo e recebi um telefonema perguntando se eu tinha certeza de que Bean era a gatinha que eu queria conhecer, porque ninguém se interessou por ela. Chorei pensando que ninguém a queria. Por isso marquei uma reunião com eles, porque estava ainda mais decidida a conhecê-la”, declarou Francisca ao Love Meow.

Se antes mesmo de conhecê-la, Francisca já havia se envolvido, o primeiro encontro entre as duas não poderia ter tido uma conexão mais profunda.

“Foi mais perfeito do que eu poderia imaginar. Era um bebezinho de três a quatro anos. Lágrimas correram pelo meu rosto enquanto ela roçava minha perna”, conta.

Apegadas uma à outra, Francisca não suportava a ideia de ter que deixá-la para trás, então foi nesse dia que a adoção de Bean foi concretizada. Francisca relembra que assim que chegou em casa, a gatinha não mais órfã, se sentiu tão à vontade que deitou no sofá e dormiu por horas.

“Ela se sentiu em casa desde o primeiro segundo, deitou no sofá e cochilou como se o sofá fosse a coisa mais confortável que ela já experimentou. Fiquei muito feliz e grata por ela finalmente estar em casa”, declarou Francisca.

Desde que foi acolhida, Bean não saiu de perto da dona em nenhum instante, se tornando praticamente a sua sombra. Esse comportamento poderia indicar, ainda, o seu medo em ser deixada outra vez. Francisca conta que Bean é uma verdadeira diva e é bastante territorialista, sobretudo com os entregadores da Amazon.

“Nunca conheci uma gata como ela. Ela é corajosa e definitivamente uma diva, mas tão adorável e fofa ao mesmo tempo. Ela adora gritar com os pássaros e com o motorista de entrega da Amazon (não faz isso com outros serviços postais)”, afirma.

Além disso, quando Bean não está ao redor da dona, ela está aconchegada com o seu brinquedo favorito, um patinho de pelúcia quase tão fofo quanto ela. Francisca também salienta a importância da adoção de animais resgatados e cita quão benéfico é para o dono tê-los em sua vida.

“Não consigo expressar em palavras o quanto a amo. O resgate funciona nos dois sentidos. Isso me ajuda nos piores dias. Ela passou por muita coisa e finalmente está em casa recebendo o amor que merece. Não consigo imaginar minha vida sem ela. É tão especial e incrível. Estou muito feliz por ela ter me escolhido para ser sua mãe”, conclui.

Por que os gatos seguem os donos?

Esse é um comportamento muito comum entre os gatos, especialmente quando eles estão com fome. Com o passar do tempo, os gatos, que antes viviam na natureza, se adaptaram e aprenderam a se comunicar com os humanos. Uma das maneiras mais típicas é exatamente essa: seguir e se esfregar no dono.

O canal do YouTube, PeritoAnimal, especialista em comportamento animal, exemplifica seis razões pelas quais eles fazem isso.

Confira:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com