Homem cuida de arminho recém-nascido até que ele cresça para poder viver na natureza

Por
em Mundo Animal

Com apenas quatro semanas de idade, um arminho (também conhecido como mustela erminea), foi encontrado por um passeador de cães em North Yorkshire, Inglaterra. O pequeno carnívoro nem havia aberto os olhos ainda e foi transferido aos cuidados do artista da vida selvagem, Robert Fuller.

Robert, que trabalha realizando pinturas e retratos de animais selvagens desde muito jovem, cuida de diferentes espécies em sua propriedade onde eles podem viver livremente. Familiarizado com a espécie de arminhos, ele sabia exatamente o que fazer para ajudá-lo a sobreviver. E fez.

O filhote foi nomeado de Whisper ("sussurro" em português) e Robert explicou o porquê em um blog.

“Ao contrário da maioria dos arminhos, que chiam alto sempre que estão com fome, Whisper é muito silencioso”.

Mesmo prestando todos os cuidados necessários ao filhote, a pretensão de Robert era devolvê-lo à vida selvagem assim que Whisper se mostrasse mais independente.

Conheça Whisper:

“Eu estava apenas começando a preparar Whisper para uma vida na selva e tinha chegado ao ponto de adicionar galhos ao seu cercado para que ela aprendesse a escalar, quando fui contatado por algumas pessoas em Norfolk que tinham um arminho da mesma idade que ele que precisava ser reabilitado”, relembra Robert.

O outro filhote, nomeado de Stuart, foi levado para Robert. Já sob os seus cuidados, o artista o apresentou ao Whisper. Inicialmente, os dois se estranharam, afinal, nunca tinham visto outro arminho na frente, mas em pouco tempo foram capazes de estabelecer uma relação de proximidade admirável.

“Em meia hora, os dois kits de arminhos se acomodaram para jogar. Foi uma experiência incrível ver esses dois arminhos crescerem desde quando eram gatinhos minúsculos, com os olhos mal abertos, até as criaturas confiantes que são agora”, disse Robert.

Veja o vídeo:

Stuart e Whisper permaneceram sob os cuidados de Robert por mais alguns meses, até que chegou a hora de serem liberados para a vida selvagem.

“Tive muito cuidado ao soltá-los na selva, um passo de cada vez, para garantir que estivessem confiantes e seguros em cada etapa de sua jornada para a liberdade”, contou.

Arminhos na cama elástica

Stuart e Whisper podem ter deixado a casa de Robert em busca de uma aventura selvagem, mas outros arminhos têm feito visitas ao quintal do artista e nem é para vê-lo, mas para brincar no seu pula-pula. Robert instalou uma cama elástica em seu quintal e embora não tivesse sido para os animais, eles se adonaram do brinquedo, literalmente.

“Quando desenvolvi minha configuração de câmera, alguns anos depois, o trampolim era um candidato principal para uma câmera e logo tive clipes emocionantes de arminhos pulando e se divertindo. Os arminhos parecem se reunir na cama elástica para brincar e se divertir! Eles parecem gostar da textura do material e usá-lo para brigas e alongamentos particularmente animados”, contou Robert ao The Dodo.

O que pode ser mais adorável do que um grupo de arminhos brincando em um pula pula? Difícil responder!

Confira os vídeos:

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com