Porteiro nega recompensa de R$ 5 mil após encontrar cachorro perdido de família

Por
em Notícias

Um porteiro encontrou um cachorro perdido no condomínio onde trabalha, em Guarujá, SP, e negou uma recompensa de R$ 5 mil.

Na última quinta-feira, 15, o casal Bruna Maistro Bernardes Vieira, 26, e o namorado Caio Justo, que residem em Guarujá, São Paulo, receberam uma boa notícia.

Ambos haviam oferecido uma recompensa de R$ 5 mil pela devolução do seu cachorro Tom, um border collie de 1 ano e 6 meses, que havia fugido com medo dos fogos de artifício. E por sorte o peludinho foi encontrado pelo porteiro de um prédio e mesmo com a atrativa recompensa, o homem recusou o valor.

Tudo começou quando o casal havia viajado, e para não deixar o cãozinho sozinho, o deixaram sob os cuidados da adestradora, que geralmente ficava com ele na ausência dos tutores. E no sábado, 10, durante o jogo entre Palmeiras e Santos, pelo Campeonato Brasileiro, o peludinho se assustou com os fogos e fugiu do condomínio.

Segundo a jovem declarou ao G1, o condomínio em que a adestradora reside não era fechado, o que facilitou a escapada do cãozinho. No dia seguinte do desaparecimento, o casal retornou e começaram a procurá-lo, divulgaram o caso nas redes sociais e ofereceram uma recompensa para quem o encontrasse.

"A gente começou oferecendo R$ 1 mil, mas ele tem problema no coração e precisa tomar remédio. Como foi passando muito tempo, nos preocupamos e falamos: 'precisamos encontrar rápido, vamos aumentar a recompensa'. Todo mundo da família nos ajudou e fez uma vaquinha. Juntamos R$ 5 mil, o máximo que a gente pode chegar para tentar encontrá-lo o mais rápido possível", explicou.

Os dias passaram, então o casal foi agraciado com a notícia do aparecimento de Tom. O peludinho foi encontrado no condomínio em que Cláudio José Santana Claudino trabalha como porteiro.

O homem soube do caso por meio da sua esposa que o orientou a dirigir com cuidado pois havia um cachorro perdido na região e poderia ser atropelado. Logo pela manhã, 6h, o porteiro o avistou, parou o veículo e o atraiu com um biscoito, mas assustado correu.

Cláudio não desistiu e foi o seguindo lentamente com o carro até o portão do condomínio, onde outras pessoas que trabalhavam no local o impediram que saísse. Com o cachorrinho em segurança, o porteiro entrou em contato com os tutores, que se encaminharam para o local.

"Muita gratidão de ter encontrado ele e alívio de ver que ele estava bem e sem nenhum ferimento”, disse Bruna.

O casal explicou ao porteiro que haviam oferecido uma recompensa para quem achasse Tom, mas o homem negou o valor. Deixando os tutores maravilhados com a atitude do homem em ajudar sem segundas intenções.

“Quando vi a felicidade que isso proporcionou, percebi que não tem dinheiro no mundo que pague isso. Minha família também só queria ajudar. Não importava a quantidade, o dinheiro eu conquisto com meu trabalho e suor, mas a felicidade do próximo não tem preço”, conclui Cláudio.

Que bom que essa história teve um final feliz. E que existem pessoas do bem que se importam com o seu próximo.

E fica a dica de quando o seu pet fugir, você não perder tempo e divulgar o desaparecimento nas redes sociais e espalhar cartazes pela região, assim há mais chances de reencontrá-lo.

Vídeo: Jovem adota filhote doentinho que cresce e vira um PIT BULL GIGANTE

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo