Desconhecidos se unem e ajudam idosa ucraniana de 86 anos a reencontrar sua cadela

Com a idade avançada e com dificuldades de transportar sua cachorrinha, a idosa esperou semanas pelo grande reencontro.

Por
em Notícias

A ucraniana Violetta, 86 anos, foi forçada a sair de casa devido à guerra que se estabeleceu em seu país. Na pressa de fugir, não conseguiu levar consigo o seu cão, o que a deixou desesperada, pois realizou muitos esforços para tentar.

Mas graças à ajuda de pessoas bondosas, a mulher teve um reencontro emocionante com o seu amigo de quatro patas.

A idosa reside em Odessa com o seu filho e nora e quando a sua cidade foi atacada pela Rússia, se obrigou a fugir dali com a sua família para a Irlanda, sendo acolhidos pelos moradores da cidade de Co Clare.

Dentre os membros que tanto ama, estava Tasha, uma labradora preta de 12 anos.

Segundo o Mirror.Co, a mulher se esforçou para levá-la junto, mas chegou num ponto da viagem que não conseguiu mais carregá-la, deixando-a sob os cuidados de estranhos na Romênia.

"Isso a devastou. Ela estava com o coração partido. Ela me disse que Tasha era sua melhor amiga", disse Debbie Deegan, uma funcionária de caridade de Dublin que ajudou a família a chegar à Irlanda.

Debbie e a família desconhecida, percebendo tamanho amor e a dor de Violetta de deixá-la para trás, prometeram reuni-las quando a situação estivesse segura.

E como prometido, essas pessoas de bom coração cumpriram com a palavra e reuniram a idosa com a sua amada cachorrinha, no dia 10 de abril.

Os estranhos se uniram e deram um jeito de transportar a cadelinha em uma viagem de 1.800 milhas (cerca de 2.896 Km).

"Contatamos uma empresa de viagens para pedir ajuda e foi uma preocupação porque tivemos que levá-la por quatro ou cinco fronteiras desacompanhada", disse Debbie.

E isso só foi possível porque a cachorrinha estava com o passaporte em dia e todas as vacinas contra raiva e seu chip estavam em ordem.

A última parada antes de chegar no destino final foi no Reino Unido, onde foi preciso um grande esforço para transportá-la, pois precisavam de alguém que fizesse esse favor.

Debbie publicou uma mensagem em um site de ajuda ucraniano e foi contatada por Lisa Kay, que se ofereceu para cuidar de Tasha temporariamente em sua fazenda perto de Birmingham até que encontrassem a pessoa para transportá-la.

Então o amigo de Debbie, John D'Arcy, de Waterford, se ofereceu para ir à Inglaterra buscar Tasha.

No sábado, John viajou com um companheiro de balsa para a Inglaterra para buscar a peludinha e no domingo as duas foram reunidas.

Confira o momento:

O transporte da cachorrinha não teve custo nenhum para a idosa, pois os seus amigos e pessoas estranhas que estavam envolvidas no caso gentilmente lhe deram.

Agora, as duas estão juntinhas podendo desfrutar da companhia uma da outra.

Assista também nosso vídeo:

A história da cachorrinha que reza pelo dono e mais no Jornalzinho Amo Meu Pet