Cão albino recebe óculos especiais para protegê-lo do sol

Quando os três irmãos de Lucky morreram, Clanay Reza, um salvador independente de animais, pensou que Lucky seria o próximo. Na verdade, ela tinha certeza disso. Afinal, Lucky era o filhote menor e mais fraco da ninhada.

Lucky e seus três irmãos inesperadamente apareceram na vida de Reza em abril passado, depois que ela viu um post no Facebook pedindo ajuda.

"Uma garota entrou em um grupo no Facebook e disse que a cachorra teve filhotes, a mãe estava morta e ela não sabia o que fazer", disse Reza.

Reza já alimentou filhotes com mamadeira antes, então ela estendeu a mão, pensando que poderia oferecer alguns conselhos. Mas então o dono dos filhotes pediu que ela levasse os filhotes, que tinham apenas 3 dias de idade na época.

Com o tempo, os filhotes começaram a ter problemas respiratórios e a cuspir sangue. Então ela correu com eles para o veterinário.

Infelizmente, dois deles não resistiram e sobrou Lucky.

Cerca de duas semanas depois, Lucky abriu os olhos e foi quando Reza notou que seu olho direito estava seriamente infectado. Eventualmente, precisaria ser removido, o que deixava Lucky parcialmente cego.

Lucky ainda tem muitos problemas de saúde, e seu olho restante (assim como sua pele) também é extremamente sensível à exposição ao sol por causa de seu albinismo. Mas Lucky não deixa nada impedi-lo de aproveitar a vida.

E logo ele foi crescendo e ficando saudável.

Para ajudar a proteger o bom olho de Lucky do sol, Reza coloca óculos especiais para cães protegidos contra raios UV quando ele sai.

Não só Lucky que está feliz - ele também faz os outros felizes, especialmente a própria Reza.

Comentários