Mulher acorda e descobre surpresa que sua cachorra adotada lhe deixou

Por
em Cães

A americana Kaitlin Devoto, que reside em Cincinnati, Ohio, Estados Unidos, concordou em ser lar temporário para uma cachorrinha. A mulher nada sabia dela. Não sabia sexo, idade e tão pouco havia a visto. A única coisa que sabia é que traria para casa uma cadela resgatada de uma fábrica de filhotes.

“A primeira vez que soubemos como ela era foi quando ela chegou em Cincinnati quando eu a peguei", contou Kaitlin ao The Dodo.

Ao buscá-la no abrigo, Kaitlin se deparou com uma cachorrinha da raça poodle de pelo avermelhado. A pet ainda produzia leite, o que a fez deduzir que a pobrezinha devia ter dado à luz a poucos dias (o que a deixou entristecida, pois o motivo do resgate era esse: ser usada para criação).

“Não é incomum receber uma mamãe de fábrica de filhotes que ainda está amamentando”, disse Devoto. “Quando seus filhotes são desmamados, as mães 'não são mais úteis'.”

Apesar de ser uma cachorrinha adorável, ela estava muito abaixo do peso, o que preocupou Kaitlin. Logo ela começou a alimentá-la com refeições nutritivas e, claro, oferecer muito amor.

Passado quatro dias da adoção, a americana foi surpreendida pela cadelinha. Mas a surpresa não foi vê-la animada correndo pela casa, na verdade, ela estava era muito quieta. E o motivo? Acabara de dar à luz.

Ao conferir a canina na sua caminha, Kaitlin se deparou com um filhotinho ao seu lado. A pet havia dado à luz durante à noite. E antes de qualquer coisa, a mulher verificou se a canina ainda estava em trabalho de parto, mas não. A cachorrinha tivera apenas um filhote, o que deixou a americana ainda mais perplexa.

“Era só UM bebê!”, exclamou Kaitlin.

Em seguida, a tutora providenciou um lugar confortável para que tanto a mamãe quanto o filhote pudessem se acomodar. Depois pegou o filhotinho no colo para ver se estava tudo bem e verificou que se tratava de um machinho que mais parecia um nugget de frango.

“Ele foi rapidamente chamado de Chicky Nug”, disse Kaitlin, “mas fiquei perplexo com um nome para mamãe que se encaixasse no mesmo tema”.

Pensando com os amigos, a americana decidiu chamá-la de Mickey D, em homenagem à rede de fast food McDonald's. Mickey revelou ser uma mãe zelosa e amorosa. Já Chicky (que completou cinco semanas) é muito sapeca.

“Ele adora correr e fazer zoomies”, disse Devoto. “E ele está muito interessado em morder dedos e brinquedos.”

Mãe e filho estão prosperando muito bem. Quando Chicky completar oito semanas será encaminhado para o seu lar definitivo. Enquanto a Mickey será disponibilizada para adoção.

Você conhece alguma outra história fascinante sobre animais de estimação? Então clique no link abaixo e envie para nós a sua pauta, ela pode virar uma matéria exclusiva do nosso portal.

Envie uma história - Seu pet pode virar uma matéria em nosso site!