Gata viraliza por gostar mais do cão da família do que de seus próprios tutores

Jackie adora estar ao lado de Levi, porém não gosta de receber carinho de seus donos

Por
em Gatos

Na maioria das vezes, cães e gatos costumam viver em pé de guerra. No entanto, um vídeo publicado recentemente no TikTok vem provando que gatos e cachorros podem se dar muito bem, nesse caso até melhor do que com seus próprios tutores.

Uma gatinha de pelagem escura chamada Jackie não gosta nem um pouco de ser acariciada por seus tutores, muito menos de ser pega no colo. Mas, por outro lado, o amor dela pelo cachorro da família é incondicional.

“Meu namorado: 'não sei se devemos adotá-la... Ela ataca todos, exceto o cachorro'”, destaca um texto no vídeo.
“Eu: 'é exatamente por isso que devemos adotá-la'”, acrescenta.

O vídeo, então, começa a mostrar aos internautas cenas extremamente adoráveis de Jackie e Levi, onde eles aparecem deitados lado a lado ou brincando.

Fato que prova o quão carinhosa a felina pode ser, mas apenas com quem ela quiser.

Publicado por @m.kayyyyyyyyy, no dia 18 de janeiro, o vídeo acabou sendo visto por mais de 2,6 milhões de pessoas.

Somado a isso, a postagem também recebeu cerca de 540,6 mil curtidas, 1.340 comentários e 7.039 compartilhamentos.

“Vocês não arranjaram um gato, vocês arranjaram um gato para o seu cachorro”, comentou um internauta.
“É uma coisa de gato preto. Eles são os gatos mais adoráveis, mas desequilibrados”, observou Jordyn.
“Eles eram almas gêmeas em uma vida passada”, pontua outra.

Confira o vídeo:

Cães e gatos

Assim como demonstra o vídeo, cães e gatos podem não apenas conviver juntos, mas se dar muito bem um com o outro, basta o tutor saber como lidar com as diferentes personalidades desses animais e fazer com que cada um deixe transparecer seu melhor lado.

Pensando nisso, o site Petz separou algumas dicas para facilitar esse convívio. Confira:

1 - Pesquisar antes de se decidir

Algumas raças de cachorros são conhecidas por ter um temperamento mais agressivo, como é o caso dos cães de guarda, o que dificulta a ideia de se ter um novo pet dentro de casa.

Porém, é claro, que cada animal tem sua personalidade, o que pode ser observado como ele se comporta ao estar perto de outros animais.

2 - Quanto antes, melhor

Caso o tutor já tenha decidido que deseja ter um cão e um gato, é importante que ele adote os dois juntos quando ainda são filhotes.

Isso porque, cães e gatos que crescem juntos costumam ser mais amigáveis e desenvolvem mais facilmente uma relação de carinho.

3 - O momento de introdução é fundamental

O primeiro contato entre o cão e o gato é muito importante, por isso, o tutor precisa seguir algumas dicas para que tudo ocorra bem.

A primeira delas é escolher um ambiente familiar e tranquilo, onde ambos se sintam seguros.

Outra dica é deixar que o novo pet ande pela casa a fim de explorar o local e perceber que é seguro, enquanto o outro fica preso em um cômodo e vice-versa.

Por fim, o tutor precisa estar atento às reações dos animais ao se encontrarem e estarem juntos para agir de acordo com as necessidades.

Se o novo pet não gostar da situação, o tutor pode lhe fazer carinho indicando que está tudo bem.

Já, se caso, o pet mais velho ameaçar um ataque, repreenda-o de forma moderada sem gritar.

Redatora.

Últimas notícias