Filhote que foi abandonada infestada de pulgas, feridas, larvas, é resgatada e tem vida transformada

Ela foi largada para morrer, literalmente, mas graças a ajuda de boas pessoas, a filhote foi salva e ganhou uma nova vida.Abandonar animais é um ato de crueldade indiscutível, agora fazer isso com um pequeno filhote, infestado de pulgas, agonizando de dor, em situação de risco, é inenarrável.

Foi isso que uma pequena e indefesa filhote canina vivenciou graças a maldade humana. Largada em uma rua qualquer, a recém-nascida estava chorando agonizada com a situação que se encontrava: coberta de feridas, pulgas, carrapatos, larvas e abandonada. Poderia ser pior?

Qualquer pessoa sabe a importância que o amamentamento nos primeiros dias de vida tem, especialmente de um ser tão frágil e debilitado como o desse caso. Imagens de segurança da região registraram uma mulher abandonando a cadelinha. Inacreditável!

Um rapaz passou por ela e comovido com a cena, parou para ajudá-la, contatando um abrigo local para que pudessem salvar a sua vida. Os socorristas não demoraram a chegar e ficaram surpresos com a gravidade do caso, segundo eles, a equipe nunca havia visto um caso tão grave de infestação de pulgas. Pobrezinha, imagina a sua agonia naquela situação? As imagens são de cortar o coração!

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após o resgate, os socorristas a levaram ao veterinário que tratou a sua anemia e desnutrição. A pequena chamada Balloon, recebeu todo o tratamento necessário e rapidamente se recuperou, mas não foi a sua saúde que foi cuidada, a pequena ganhou amor, carinho e amigos caninos.

O bom humor da filhote era contagiante e ela conseguiu se entrosar - e importunar - facilmente com outros cães do abrigo, bem maiores que ela, diga-se de passagem.

Já recuperada, não demorou para que a pequena fosse desejada no lar de uma família que quis adotá-la e enchê-la de carinho! Afinal, quem não ia querer uma fofura dessas por perto, não é? Que bom que tudo acabou bem para Balloon!

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Assista a trajetória dessa pequena guerreira até o seu momento atual:

Não sei você, mas eu fiquei completamente apaixonada pela personalidade hiperativa desse pequeno furacão!

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários