Menina de 6 anos decide permanecer ao lado de seu amado cão idoso até seu último suspiro de vida

Quando a mãe de Lynn estava grávida dela, ficou preocupada com a possibilidade de seu cão, Jaden, a rejeitar ou reagir mal a ela por conta de ciúmes ou o medo de ter que competir pela atenção da dona.

Felizmente, isso jamais aconteceu: o cachorro sempre tratou a menina com muito amor e carinho conforme ela crescia. Seis anos se passaram - quase nada para Lynn, mas uma meia-vida para Jaden, que agora estava idoso.

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

Se antes era o cão da família que ajudava a cuidar do projetinho de gente, agora era ela, já crescida, que cuidava do doguinho.

“Eu documentei o quanto pude Jaden e Lynn juntos, porque Jaden era muito velho e eu não sabia quanto tempo ele iria viver”, diz Jeffrey, pai de Lynn.

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

Quando completou 13 anos (e Lynn 6), Jaden ficou completamente surdo e cego, e mal conseguia se locomover. Depois de uma visita ao veterinário, Jeffrey descobriu que o cãozinho sentia muitas dores e não sobreviveria muito tempo.

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

Assim, ele optou pela eutanásia do animal. Jaden faleceu em casa ao lado de todas as pessoas que ele amava - especialmente Lynn. “Ficamos muito tristes ao vê-lo partir e sentimos muito a sua falta. Mas é assim que a vida é e, infelizmente, perdemos as pessoas que amamos. Era importante que Lynn entendesse isso e tivesse a oportunidade de se despedir”, disse Jeffrey.

Foto: Caters News Agency
Foto: Caters News Agency

“Lynn estava muito triste no começo, mas agora não há mais lágrimas a derramar e ela fala sobre ele com boas lembranças; esperamos que seja assim que ela sempre se lembre do nosso Jaden”, concluiu ele.

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários