Cachorro de voluntária cuida de gatinhos acolhidos como se fossem seus próprios filhotes - confira

Por
em Notícias

É mais que ultrapassada a ideia de que cães e gatos são inimigos, pelo contrário, cada vez mais, conhecemos histórias incríveis de vínculos afetivos entre eles.

Segundo o portal de notícias Metro, o cão Raylan vive com a sua dona, Laura Tindal, em Toronto, Canadá e apesar de ser o único cachorro da família, ele não é nenhum pouco ciumento ou malcriado em receber novos membros em casa.

A dona acolhe gatos e filhotes em casa até que eles ganhem lares definitivos e, ao todo, já promoveu mais de 60 felinos. Inicialmente, Laura teve bastante cautela ao levar filhotes pela primeira vez para casa e, inclusive, reservou um espaço para deixá-los longe de Raylan, mas a reação do cão a surpreendeu.

“Raylan imediatamente quis lamber o gato e dormir com ele, e ele foi muito gentil. Apenas parece estar em sua natureza”, conta Laura.

A aproximação que aconteceu de forma tão natural era apenas o início do que Raylan seria capaz de fazer por muitos outros filhotes.

Além de recebê-los bem e tratá-los com o maior carinho, Raylan os cuida como se fossem os seus próprios filhotes. Ele está sempre lá para oferecer apoio, abraçando os gatinhos quando eles precisam de algum conforto, os deixando brincar em cima dele e carregando os menores com a boca.

“Estou muito feliz em ver Raylan com seus filhotes, porque ele está muito satisfeito e também entretido! Mas, sinceramente, ver como ele é doce com os gatinhos e o quanto os gatinhos o amam como uma mãe é realmente comovente."

Temos certeza que sim! Afinal, o significado de amar, para eles, é apenas uma questão de sentir e não de distinguir a diferença entre espécies.

Acompanhe os momentos lindos entre Raylan e os gatinhos:

Amizade entre cães e gatos

Às vezes, um gato e um cachorro se tornam amigos instantâneos, muitas vezes eles desenvolvem tolerância um ao outro ao longo de muitos anos e, ocasionalmente, nem podem estar na mesma sala juntos. Assim como com as crianças, às vezes um pouco de persuasão e um toque de manipulação é tudo o que é necessário para ajudá-los a fazer amizade. A idade ideal para socializá-los é: os gatinhos entre 6 e 12 semanas e os cachorros entre 8 e 16 semanas.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com