Dono encontra maneira incrível de ajudar gata a superar a perda de seu melhor amigo

Apesar da rivalidade entre cães e gatos ser bastante alimentada por algumas pessoas, já vimos inúmeras histórias deles ‘deixando suas diferenças’ de lado para se tornarem melhores amigos e até verdadeiros irmãos inter-espécies.

No entanto, a história de amizade entre Scout, a gata, e Charlie, o cão, talvez seja muito diferente das que você já ouviu falar antes.

Foto: Imgur / Awesomesauce20
Foto: Imgur / Awesomesauce20

Quando tinha apenas cinco semanas de vida, a gatinha foi adotada e acolhida pelos donos de Charlie. Eles esperavam que o cão agisse com ciúmes ou estranheza pela chegada da pequena desconhecida, mas se surpreenderam com a reação do grandalhão.

Ele permitiu que Scout se aconchegasse em seu colo e tirasse uma soneca. Daquele dia em diante, o cachorro sempre agiu como um verdadeiro pai para a gatinha, cuidando dela e a protegendo de qualquer ameaça de perigo.

Foto: Imgur / Awesomesauce20
Foto: Imgur / Awesomesauce20

Os anos se passaram e Charlie, à época um cão de meia-idade, ficou idoso e bastante debilitado.

Foto: Imgur / Awesomesauce20
Foto: Imgur / Awesomesauce20

Certo dia, levado a um veterinário, descobriu-se que o cão estava com câncer em estágio avançado e não teria muito tempo de vida. Menos de uma semana após o diagnóstico, Charlie faleceu…

Foto: Imgur / Awesomesauce20
Foto: Imgur / Awesomesauce20

A perda súbita foi devastadora para os pais adotivos do cãozinho - e talvez ainda mais para Scout, que jamais havia se separado do seu grande amigo.

Deprimida, ela ficou dias sem comer ou mal se locomovia pela casa.

Para ajudar a gatinha a lidar com a perda, seus tutores colocaram um tablet na cama dela e exibiram vídeos dele para Scout. Ela ficou toda emotiva e nostálgica ao revê-lo, mesmo que virtualmente.

Foto: Imgur / Awesomesauce20
Foto: Imgur / Awesomesauce20

Desde que Charlie se foi, ela costuma dormir na cama dele. Com o passar dos dias, ela voltou a se alimentar normalmente e está mais ativa no dia a dia pela casa. Às vezes seus donos ainda mostram vídeos do cãozinho para ela matar a saudade dele.

Foto: Imgur / Awesomesauce20
Foto: Imgur / Awesomesauce20

Aos poucos, as coisas têm se normalizado. Mas uma coisa é certa: a família de Charlie jamais se esquecerá dele!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários