Mulher ao se mudar descobre que a nova casa já possui um morador: o gato

A descoberta foi uma surpresa, mas felizmente não demorou para eles se acertarem.

Por
em Notícias

Mudar de casa é um momento importante de transição, e geralmente, acompanhado de novas expectativas. Agora, imagine você comprar uma casa e descobrir que ganhou de brinde um gatinho? Bem, não foi exatamente essa a proposta do vendedor, mas foi o que Giselle Bodin Lyons encontrou ao se mudar para a sua nova residência, em Madison, Alabama.

É natural para quem gosta de animais, pensar em adotar algum bichinho quando se tem um espaço maior, mas encontrar um gatinho na nova moradia durante a mudança, é algo realmente inusitado.

Ao encontrá-lo, Giselle se surpreendeu e não pôde deixar de registrar o momento compartilhando a imagem do felino em seu Facebook, com a seguinte legenda:

“Acabei de comprar uma casa. Aparentemente, veio com um gato. Ninguém me disse. Ainda não tenho sofá, mas tenho um animal de estimação?”

Uma surpresa e tanto, não é?

Para garantir o bem-estar do gato, Giselle resolveu contatar uma organização de resgate local, até para certificar se ele teria dono. Outra medida tomada pela moradora, foi permitir que ele ficasse, se assim ele quisesse, afinal, gatos de rua costumam ficar apenas aonde eles querem.

Acontece, que conforme ela ia desempacotando a sua mudança, ele permanecia ao seu lado, dando claros sinais que ele se sentia à vontade na residência, até porque foi ele quem chegou primeiro, não foi?

"Se ela ainda estiver por perto, vou levá-la para um exame de saúde e decidir a partir daí", disse Giselle ao The Dodo.

Bem, parece que essa será o caminho, até porque uma história especial assim, não poderia ter um final diferente, que não fosse eles dois juntos!

O gato escolhe o dono?

O gato é naturalmente um animal independente, mas não se engane, eles são muito amáveis. O gato escolhe o humano ou gato como seu 'companheiro' usando fatores como: comportamento, posturas e odores. Por exemplo, um tom de voz alto, gritos ou movimentos rápidos dirigidos a um gato podem ser interpretados como uma ameaça; pelo contrário, um tom de voz calmo, movimentos relaxados e olhos semicerrados terão o efeito contrário, ganhando a confiança e a amizade do animal. Os gatos gostam de ser bem tratados e mimados, se possível ser o centro das atenções.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com