Porco fica inconsolável após morte de sua amada - 12 anos juntos

em Notícias

O pequeno Spot era apenas um filhote quando encontrou sua alma gêmea.

Resgatado de uma família negligente que o adquiriu como animal de estimação por capricho, mas que nunca cuidou dele adequadamente, ele tinha apenas 8 meses quando conheceu a leitoa Sientje. Sua mãe adotiva, Rachel Vos, de Aubel, na Bélgica, notou a conexão imediatamente.

Nos 13 anos seguintes, os porcos nunca mais se separaram. Seja pastando ou tomando um sol, onde quer que Sientje fosse, Spot seguia logo atrás.

Esse amor perdurou firmemente até o dia em que Sientje faleceu. Ela tinha osteoartrite grave que a debilitou bastante, provocando sua morte.

Em seu enterro, Spot e sua família se despediram da leitoa. Nesse dia, Vos envolveu Sientje em alguns cobertores e espalhou flores coloridas pelo seu corpo.

Quando Spot percebeu que ela se fora, ele não quis sair de perto dela. Ele apenas ficou de pé sobre Sientje, descansando o focinho no corpo dela com os olhos fechados.

"No começo, ele não entendeu o que estava acontecendo", disse Vos. “Eu não conseguia parar de chorar. Eles estavam sempre juntos”.

Nas semanas após a morte de Sientje, Spot ainda estava de luto.

"Demorou um pouco para que ele voltasse a ser aquele porco alegre novamente", disse Vos. "Foi difícil para ele."

Esta é uma história muito comum para porcos. Como animais altamente emocionais, eles prosperam em interações sociais com os outros - e formam laços profundos com familiares, amigos e cuidadores humanos. E, como mostra Spot, eles anseiam por seus entes queridos por semanas e meses, se separados.

Devido à velhice de Spot e a algumas condições médicas que ele já tem devido à idade, Vos decidiu não introduzir um novo porco em sua vida agora - mas ele adora ainda ter a companhia dos cães e gatos da família.

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.