Americano polemiza ao compartilhar vídeo da sua cobra píton de 4 metros enrolada na sua filha de 1 ano

O vídeo teve a intenção de mostrar o seu animal de estimação — exótico — brincando em harmonia com a criança, mas obteve repercussão negativa entre os internautas.

Quando o assunto é sobre cuidados com crianças, é comum ouvir a frase "um pai sempre sabe o que é melhor para o seu filho". No entanto, esse pai causou uma repercussão bastante negativa depois de ter colocado a sua filha de um ano e dois meses em contato com uma cobra píton birmanesa de 4 metros.

Foto: Reprodução / Barcroft TV
Foto: Reprodução / Barcroft TV

O pai da bebê Alyssa, Jamie Guarino, de 34 anos, criou várias cobras desde a adolescência e atualmente possui a píton chamada Nay-Nay, como animal de estimação.

A família, que vive em Michigan, EUA, considera normal a aproximação entre o réptil e o bebê, mas ao compartilhar um vídeo do contato entre os dois, os internautas tiveram uma reação completamente oposta sobre a atitude do pai.

Foto: Reprodução / Barcroft TV
Foto: Reprodução / Barcroft TV

Como a cobra píton trata-se de um animal carnívoro e que possui histórico de ataque contra adultos e crianças, muitas pessoas acusaram o pai de irresponsável e negligente.

Foto: Reprodução / Barcroft TV
Foto: Reprodução / Barcroft TV

Jamie rebateu as acusações dizendo: “Quando as pessoas veem esse vídeo, elas reagem principalmente com medo ou negatividade. E eu não entendo o porquê. Este é um medo embutido, e acho que as pessoas sofrem lavagem cerebral. Para aqueles que podem ver este vídeo como irresponsável ou perigoso, reserve um minuto. Não julgue com base no medo ou em algo que você não entende. As cobras podem ser e são animais que amam”, concluiu.

Foto: Reprodução / Barcroft TV
Foto: Reprodução / Barcroft TV

Aparentemente, no vídeo, Alyssa não expressa sentir medo de Nay-Nay, mas sim curiosidade pelo réptil. De qualquer maneira, com a polêmica gerada e segundo o noticiário Oakland Free Press, o Ministério Público do Condado de Oakland pediu ao Departamento de Recursos Humanos que iniciasse uma investigação sobre os filhos de Jamie não estavam recebendo bons cuidados.Veja o vídeo que causou tanta polêmica:

Qual é a sua opinião sobre o assunto? Você incentivaria o contato entre seu filho e uma cobra pet ou temeria essa aproximação?

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários