Cão-guia de menino autista fica doente e internautas se unem para ajudar a pagar despesas veterinárias

Por
em Notícias
Além de ajudar a prever as convulsões do garoto, o cão é um amigo muito importante para ele.

O papel desempenhado por cães de serviço é de grande valia para a sociedade, especialmente para quem é ajudado. O cão Caspian, de seis anos, tem a missão de ajudar a identificar as crises de convulsão do seu dono, o jovem Gavin, de 13 anos.

Gavin é autista e tem crises de convulsão, que são identificadas antecipadamente graças ao auxílio de Caspian que, além de ajudar a salvar a sua vida, tem contribuído para a progressão da interação social do garoto.

A presença de Caspian na vida de Gavin o fez sentir-se mais confiante e o garoto, que não se sentia à vontade em falar, passou a interagir vocalmente. Grande evolução, que teve o incentivo direto do doce cão.

Infelizmente, a família que vive em Fayette, Alabama, nos Estados Unidos, teve que lidar com o adoecimento do cachorro Caspian. Ele, que antes era o responsável em ajudar a cuidar da saúde de Gavin, agora é quem está doente.

Caspian começou a ter sangramento nasal e rapidamente a família o levou ao veterinário, o que, claro, gerou altos custos que eles não podiam arcar. Apenas uma das consultas custou 5 mil dólares, o que fez com que a família criasse uma vaquinha online para arrecadar o valor total das despesas.

Muitas pessoas se comoveram com a história de Caspian e Gavin e fizeram doações significativas. Até o momento, a vaquinha atingiu a marca de 10 mil dólares. Por causa dos seus problemas de saúde, o cachorro perdeu sua capacidade de prever as convulsões de Gavin. Enquanto isso, sua família aguarda o relatório de exames que irão identificar a causa do problema.

De qualquer maneira, a família segue apoiando e prestando todos os cuidados ao cãozinho que já ajudou tanto o seu amigo Gavin. Esperamos que ele se recupere e fique bem logo!

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários