Casal constrói 'elevador' em casa para o conforto e a segurança dos seus cães idosos (vídeo)

Por
em Notícias

Levando em consideração os cuidados e a importância que os animais de estimação têm para os seus donos, é natural que eles queiram oferecer o melhor para os seus bichinhos.

Vendo a dificuldade que os seus cães idosos tinham em subir os degraus da escada de casa, a americana Sonya Karimi e o seu noivo Zach, com a ajuda dos sogros, criaram uma cadeira elevatória que percorre a lateral das escadas, facilitando assim, o processo de mobilidade dos seus cachorros.

O casal que vive em Nova Orleans, Luisiana, possui quatro cães que foram adotados de resgates, os pugs idosos, George, 13, e Bodhi, 10, Emery, 4, e Sam, 10, da raça boston terrier. Devido à idade avançada dos cães, eles possuem algumas limitações físicas que dificultam o esforço excessivo, como o de subir os muitos degraus da escada da sua casa.

Segundo o portal de notícias Daily Mail, foi pensando em como melhorar a rotina dos seus bichinhos que o casal pediu ajuda aos pais do Zach, que são engenheiros aposentados, para construir a ferramenta motorizada que transformou a vida de George, Bodhi e Sam.

Quando pronta, Sonya até pensou que teria que investir grande parte do seu tempo para instruí-los até que aprendessem a usar a cadeira elevatória, mas para a sua surpresa no primeiro uso eles mostraram que já sabiam se portar perfeitamente no aparelho.

“Eles se adaptaram tão rapidamente que eu pensei que teria que treiná-los por um tempo, mas eles se acostumaram como se fizessem isso há anos! Os dois pugs mais velhos adoram, eles não usam as escadas, ficam sentados e esperam até que o passeio esteja pronto para eles, é tão fofo”, conta Sonya.

Realmente é muito fofo ver como eles usufruem com propriedade o aparelho que tem contribuído consideravelmente para que eles tenham uma rotina confortável e segura.

Assista:

“Se você não é um animal de estimação, pode pensar que é loucura, mas nossos cães são como nossos filhos, por isso estamos dispostos a fazer o possível para facilitar a vida deles. Estamos orgulhosos de termos conseguido fazer tudo do zero”, conclui.

O que acontece durante o envelhecimento de um pet?

Conforme o corpo desacelera, ele usa menos energia, então a tendência de depositar gordura é aumentada. É o momento da vida em que os petiscos começam a bater! Alguns cães perdem peso devido à má digestão ou doença (sempre consulte o seu veterinário se o seu cão estiver perdendo peso). Outras mudanças tornam a boca do seu cão mais seca e a deglutição pode se tornar difícil.

A pele fica menos elástica, a pelagem perde o brilho e podem começar a aparecer pelos brancos. A audição e a visão deterioram-se e o seu animal pode tornar-se menos eficiente para lembrar-se das coisas. Os padrões de sono mudam frequentemente, com alguns animais mais velhos ficando inquietos à noite. Os músculos e ossos ficam mais fracos e o sistema imunológico pode não funcionar bem, então seu animal de estimação se torna menos capaz de combater infecções e pode haver deterioração de órgãos internos, como coração, fígado e rins.

No entanto, nem tudo são más notícias. As melhorias na medicina significam que existem medicamentos disponíveis para ajudar a reduzir alguns dos efeitos da velhice. A idade não é uma razão para aceitar problemas de saúde, e mesmo os cães mais velhos podem levar uma vida feliz e ativa.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com