Cadela policial morre e policiais fazem homenagem: ‘Não era apenas uma colega de serviço, mas uma amiga leal’

Por
em Notícias
A cadela pastor alemão se tornou importante para todos do seu convívio, não apenas pelo papel social prestado, mas também por todo o amor que ela transmitia.

Perder um cão é sempre um momento triste, ainda mais quando este dedicou a sua vida em missões sociais importantes, como os cães policiais. A cadela pastor alemão, Blanca, faleceu aos 10 anos, depois de muito ter contribuído com a polícia de Girona, Espanha.

Segundo o portal de notícias Cães Online, Blanca participou ativamente de mais de cinco mil ações, foi responsável pela prisão de 70 suspeitos envolvidos com drogas, além de ajudar a identificar plantações ilegais de maconha.

Depois de prestar seus serviços efetivos à sociedade, chegou a hora de descansar. Com a morte de Blanca, seus ex colegas de profissão resolveram homenageá-la de uma maneira muito tocante ao velarem-na com os seus brinquedos e objetos pessoais.

Além de uma linda coroa de flores brancas que estavam sob o seu corpo, os objetos que eram tão estimados pela cadela policial, a acompanharam em seu momento de despedida, tudo organizado pelos policiais.

A imagem foi compartilhada no dia 25 de julho nas redes sociais pelo escritor espanhol Arturo Pérez-Reverte e comoveu milhares de pessoas com a sensibilidade dos policiais com a ex companheira.

“Não era apenas uma colega de serviço, mas uma amiga leal”, descreveram as autoridades.

Que linda homenagem! Certamente, à altura de Blanca, que se fez tão importante em vida!

Cão K9

K9 ou K-9 é outro nome para o que é mais comumente conhecido como cão policial.O treinamento do cão policial K9 leva cerca de dez semanas. A obediência é uma das lições mais importantes no treinamento, pois é vital que os cães policiais possam ajudar a proteger e guardar sem causar interrupções e/ou mau comportamento . Os cães policiais são treinados para desempenhar várias funções, tais como:

  • Encontrando drogas
  • Procurando por explosivos
  • Procurando por pessoas perdidas
  • Descobrindo cenas de crime

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com