Em leito de hospital e no final de sua vida, idoso tem último desejo atendido ao rever sua cadela yorkshire com ajuda de enfermeiras

A presença de animais é proibida na instituição, mas sensibilizadas com o caso, as enfermeiras ajudaram o homem a ver a sua cadelinha pela última vez.

Quem tem um animal de estimação sabe o quanto eles são importantes, especialmente por compartilhar tantas situações especiais do cotidiano, da vida e também de partidas.

Essa história emocionante aconteceu em 2017 e conta como os últimos dias de vida de David King, um idoso que estava enfrentando um câncer, foram transformados em alegria quando ele pôde se despedir da sua cachorrinha.

David enfrentava uma longa e árdua batalha contra o câncer internado em um hospital em Missouri, Estados Unidos, e sempre falava para as enfermeiras sobre a sua saudade diária: a sua cachorrinha, uma yorkshire chamada Lil Fee.

Foto: Twitter / @elliemigueel
Foto: Twitter / @elliemigueel

O hospital possui uma política rígida que proíbe a presença de cães, no entanto, as enfermeiras ficaram sensibilizadas com o caso de David e resolveram ajudar a proporcionar um encontro entre Lil Fee e o seu dono pela última vez.

“As enfermeiras sempre ouviam meu avô falando sobre Lil Fee. Então, elas ajudaram a colocar o cachorro dentro do hospital. Elas convenceram a minha tia a carregar o cachorro em uma bolsa bem grande”, contou a neta de David, Ellie Miguel.

Foto: Twitter / @elliemigueel
Foto: Twitter / @elliemigueel

O momento foi emocionante não apenas para David que pôde ver o seu animalzinho depois de dois anos internado, mas para todos que puderam presenciar o momento de despedida. Alguns dias depois, David teve o corpo completamente tomado pelo câncer e faleceu, mas teve seu último desejo realizado, que era rever a sua Lil Fee.

Foto: Twitter / @elliemigueel
Foto: Twitter / @elliemigueel

A neta, Ellie Miguel, compartilhou as imagens em seu Twitter e, rapidamente, muitas pessoas se solidarizaram com o nobre gesto das enfermeiras para com o seu avô. Emocionante!

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários