Cão da raça Weimaraner supera ansiedade debilitante ao ganhar cão terapeuta: um mini dachshund

Por
em Notícias
Mesmo sendo fortes e corajosos, os cães também precisam de apoio em outros cães e, felizmente, essa é uma missão que eles são muito bons em executar.

O cãozinho Arnold, da raça Weimaraner, passou a ter um comportamento introspectivo e ansioso desde que foi atacado por um pastor alemão fora de sua casa em Perth, Austrália.

Naturalmente a situação deixou os seus donos preocupados, então eles decidiram adotar outro cãozinho, para que assim, ele pudesse confortar e trazer confiança ao Arnold. A dona, Carolyn Manalis, trouxe para casa Frank, um Dachshund miniatura que embora ainda não soubesse, transformaria a vida de Arnold da melhor maneira possível.

Embora Arnold ainda apresentasse temor com a presença de outros cães, especialmente se fossem maiores que ele, Frank foi bem recepcionado pelo irmão mais velho e não demorou para que eles criassem um vínculo afetivo de amor e amizade.

“O vínculo que esses dois cães têm é incrivelmente lindo. Eles são tão conectados e amorosos e apoiam um ao outro. Se um chora, o outro chega em meio segundo para verificar se está tudo bem. Seu amor é incondicional, independentemente de seu tamanho ou raça”, disse Carolyn.

Desde então, Arnold progrediu positivamente graças ao amor do seu irmão que agiu como um verdadeiro terapeuta. “Frank ajudou Arnold a recuperar sua confiança para ser capaz de jogar e lutar enquanto aprendia que isso nem sempre significa que ele vai se machucar ou ser atacado. Ter um amiguinho com quem brincar foi a terapia perfeita para a cura de Arnold”, expressou a dona.

Tem coisas que só o amor é capaz de transformar, né? Que bom que eles têm um ao outro para enfrentar as dificuldades e se tornarem mais fortes juntos!

Veja como esses dois anjinhos juntos são fofos:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com