Mecânico se despede do seu cão falecido aos 13 anos em vídeo emocionante no Facebook

Por
em Notícias
O cachorro, que já era figura conhecida dos gaúchos, agora descansa.

O dia 28 do mês de setembro foi um dia de bastante emoção para o mecânico Ernesto Schwert, de Restinga Sêca, Rio Grande do Sul.

Depois de 13 anos, ele se despediu do seu cachorro chamado Bidú. Companheiro das tarefas diárias, o cachorro se tornou conhecido no estado e país por ser um cachorro inteligente, sempre ao lado do dono o ajudando nas mais variadas atividades, como atender ao pedido e levar as ferramentas corretas para o seu Ernesto poder trabalhar. Por suas habilidades, Bidú já apareceu em vários programas de televisão, demonstrando-as.

Em um vídeo emocionante, seu Ernesto narra a importância que Bidú teve na sua vida, mas que agora, apesar de triste, afirma que chegou a hora do cachorrinho descansar. Seu Ernesto informou que devido à pandemia ele não iria receber visitas e que enterraria Bidú em uma área especial, em frente a sua casa.

Pessoas de todas as regiões demonstraram sua solidariedade com o seu Ernesto e lamentaram a partida do cão.

Assista o vídeo de despedida de Ernesto ao Bidu:

Veja alguns dos comentários em apoio ao seu Ernesto enviados na publicação:

"Força ao Senhor, com certeza foste um cão muito amado pelo senhor e sua família, nossos sentimentos, só quem realmente ama os animais, sabe a dor que sentimos quando eles vão embora", disse a usuária Raquel Volmar.
"Que pessoa iluminada é o Seu Ernesto, apenas uma pessoa assim poderia ter “cãopanheiros” como o Bidú e ainda fazer uma despedida assim.. Força, Seu Ernesto e família, o Bidu está no céu dos cachorrinhos, disso temos certeza!", afirmou Bibiana Fontana Batista.
"Muito triste, muitas pessoas podem até não entender o amor que sentimos por estes companheiros, mas é algo inexplicável. Meus sentimentos, Ernesto, sei que estás com teu coração partido hoje pois ele era muito mais que um cachorro, ele era um ser de luz", declarou Roselaine Pohlmann.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com