Delegado Bruno Lima fica cara a cara com mulher que deu entorpecente para filhote pit bull

O filhote de pit bull vivia sob a guarda da mulher que foi filmada dando uma substância ilegal para o cão comer.

Há várias formas de configurar o crime de maus-tratos aos animais e drogar o próprio animal de estimação, certamente, é uma delas. O delegado Bruno Lima, popularmente conhecido por atuar à frente do combate de violência contra os animais, compartilhou em suas redes sociais mais um caso revoltante.

O relato, feito no dia 1° de outubro, é de um filhote de pit bull que era drogado pela própria dona na cidade de Americana, São Paulo. Em um vídeo é possível ver a mulher dando a substância para o cachorro comer.

Como ela estava em posse da droga, ela foi encaminhada para uma delegacia em situação de flagrante e, agora, com a atualização da Lei Sansão nº 13.709, que prevê o aumento de pena para quem cometer maus-tratos a animais, ela está sujeita a responder à altura. Podendo sofrer com pena de reclusão, de dois a cinco anos, além de multa e proibição de guarda.

“Apesar da tutora ser bem relutante, ela foi encaminhada ao DP e responderá criminalmente. A luta por aqui não para e nenhuma justificativa será aceitável. Vamos pro próximo!”, declarou o delegado na legenda da publicação.

Ao ficar cara a cara com a jovem, Bruno afirmou que ela deverá explicar o motivo de ter praticado os crimes.

Veja o vídeo:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com