Gato herói salva criança que estava sendo atacada por cachorro; vídeo

Não havia nenhum adulto no momento e o gatinho não mediu esforços para distrair o cachorro e, assim, salvar a vida do menino.

Por
em Notícias

Quando vemos um gato andando pela rua, dificilmente pensamos que ele pode ser o herói de alguém, mas foi isso que aconteceu recentemente no Oriente Médio. O felino, que pode até parecer indefeso e dócil, foi o responsável por salvar um garotinho que estava sendo atacado por um cão na rua.

Em um vídeo compartilhado no Twitter pelo usuário @MiraMiasilChe, é possível ver a criança sozinha, aparentemente jogando algo no cachorro, que se aproxima e parte para cima do menino que tenta se defender usando as mãos.

Neste momento, não há nenhum adulto por perto e quem aparece para salvar o garoto é um gatinho, que ao observar a cena, correu em direção ao cachorro e pulou nele. Com a ação, o canino conseguiu tirar a atenção da criança e fugir.

Em seguida, algumas mulheres se aproximam, socorrem o menino que, apesar de assustado, não estava ferido. A vizinhança pode até não ter visto quem foi o responsável por salvar o menino, mas esse vídeo não deixa espaço para dúvidas, o gatinho foi um verdadeiro herói!

Veja o vídeo:

Os gatos são protetores?

Mesmo que não recebam com frequência esse título, os felinos possuem muitas qualidades e são muito protetores. Os gatos são frequentemente estereotipados como distantes e indiferentes, até mesmo para as pessoas que mais os amam, mas a verdade é que os gatos podem ser tão protetores com as pessoas próximas quanto os cães são com as deles.

Os gatos amam sua família e são amados por ela. Em um estudo pioneiro publicado em 2011, os pesquisadores mostraram pela primeira vez que "as relações entre humanos e gatos são quase idênticas aos vínculos entre humanos", de acordo com a NBC News.

A linha de raciocínio muda, no entanto, quando se trata dos seus instintos selvagens. Embora seja adorável imaginar seu gatinho correndo para salvar o dia, ele provavelmente não pensa da mesma forma que os humanos sobre suas ações. O renomado especialista em comportamento animal, Dr. John Bradshaw, da National Geographic, adverte contra a tendência das pessoas de “imaginar que [os gatos] têm pensamentos e intenções semelhantes às nossas”. Se o seu gato tentar protegê-lo de algo (ou alguém), provavelmente ele está apenas seguindo seu instinto.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com