Mãe pit bull abalada após perder ninhada acolhe filhote órfão e o trata como se fosse seu

Por
em Notícias

Daya, uma jovem pit bull que vivia desabrigada nas ruas da Carolina do Sul (EUA), ficou com o coração partido ao perder tragicamente sua ninhada pouco após o parto.

Ela foi resgatada por voluntários da ONG Halfway There Rescue, que logo perceberam que a recuperação mental da cachorra seria mais importante - e demorada - do que sua integridade física.

Para isso, eles decidiram aproximá-la de um filhote órfão - o pequeno Raisin, - que também estava enfrentando o luto pela perda de sua mãe, falecida após o parto, segundo o Animal Channel.

Um ajudando o outro

O primeiro encontro foi excelente e o instinto materno de Daya imediatamente falou mais alto. Logo, ela estava tratando o cachorrinho como um filho. Com o passar das semanas, essa conexão poderosa ajudou a cadela a superar seus traumas, ao passo que o filhote órfão cresceu e amadureceu saudavelmente.

Independência e adoção

Daya cuidou de Raisin até que o filhote se tornasse independente, e agora que as necessidades maternas dela tenham sido satisfeitas, ela se acomodou e está mais contente desde então. Mais: ela foi adotada por uma família adotiva, deixando assim as dependências do abrigo que a acolheu.

Raisin também teve seu ‘final feliz’, tendo sido acolhido em definitivo dias depois da mãe adotiva. Ele agora tem um irmão mais novo com quem se dá muito bem, e tudo isso graças à excelente educação dada por Daya!

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Mãe adotiva

Aceitar um filhote de outra ninhada não é problema para uma cadela. Ela pode estranhar o filhote nas primeiras vezes que o limpa, mas com o passar dos dias ela aceita a nova responsabilidade com facilidade e gentileza, seu instinto materno fala mais alto e ela cuida e protege o filhote adotado como se fosse qualquer outro da sua ninhada. Os animais são mesmo incríveis!

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.