Cachorrinha segue crianças até escola e acaba indo parar na sala do diretor

Por
em Notícias

A cachorrinha Sandy está com sua família desde que era apenas uma filhote. Hoje, ela gosta de saber sempre onde cada um dos tutores está, como se estivesse sempre preocupada com eles.

“Sandy quer se envolver em tudo o que fazemos”, disse Karen Manthey, a mãe de Sandy, ao portal The Dodo. “Ela fica chateada todos os dias que alguém em nossa família deixa seus cuidados. Em viagens de acampamento, se a família estiver separada, ela vai passar todo o tempo correndo para frente e para trás para verificar cada grupo para ter certeza de que todos estão seguro."

Rotina escolar

Nos dias de semana, quando as crianças saem para ir à escola, Sandy sempre tenta segui-los. Às vezes, ela foge pela porta da sala e tenta acompanhá-las, sem sucesso. As crianças a pegam e a levam de volta para casa.

Há alguns dias, a cachorrinha aproveitou que seus donos estavam distraídos e conseguiu sair de casa, farejou os rastros dos meninos e caminhou até a escola deles sem ninguém perceber.

Quando Sandy chegou à escola, os funcionários, surpresos, logo a mandaram para a sala do diretor, onde ela precisou esperar a chegada de sua dona.

O diretor não conseguiu entrar em contato com a mãe adotiva da cadela, então permitiu que uma das crianças a levasse de volta. Ao chegarem em casa, a mulher ficou chocada com o acontecido, afinal, Sandy poderia ter se perdido na vizinhança.

“Não percebi que ela estava desaparecida até que meu filho apareceu em casa com Sandy”, disse Manthey.
“A escola tentou me ligar, mas meu telefone estava desligado, meu vizinho que estava na escola tirou a foto infame dela para perguntar se ela era minha. Por morarmos tão perto, a escola permitiu que minha filha a levasse para casa. Ambos ficaram emocionados com a aventura.”

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.