Delegado Bruno Lima prende homem que deu petisco envenenado para cão recém adotado de vizinho; vídeo

Por
em Notícias
O vira-lata Ozzy havia chegado a nova família tinha poucos dias, mas a felicidade do cão tão amado pela família foi interrompida pela maldade do homem, que agora irá responder criminalmente pelo ato.

Esse, infelizmente, é mais um desses casos que fazem os olhos encherem de lágrimas e o coração ficar partido. Sem escrúpulos algum, um canalha, nas palavras do delegado Bruno Lima, matou um cachorro com veneno. Ele foi apreendido pelo delegado Bruno Lima e agentes, e responderá criminalmente pela barbárie.

O caso ocorreu em Santa Bárbara d’Oeste, São Paulo, e fez como vítima o cãozinho chamado Ozzy, um vira-lata que tinha sido adotado recentemente pela família. Imagens de uma câmera da casa vizinha registraram o homem jogando um petisco envenenado ao Ozzy.

Logo após, o cão acabou morrendo. Graças as imagens, o homem foi identificado e apreendido pela polícia civil. O caso foi acompanhado pelo delegado Bruno Lima, que participou diretamente da ação ao encaminhar o individuo para a delegacia.

O delegado compartilhou o vídeo da ação em suas redes sociais na última quarta-feira (9) e nas imagens é possível ver Ozzy logo que foi adotado, em momentos de diversão e em sua confortável cama. Mas o vídeo se torna triste quando o filho do casal, uma criança de pouca idade começa a chorar ao ouvir do pai que Ozzy virou estrelinha. É de partir o coração!

Bruno escreveu a seguinte legenda na publicação:

“Esse CANALHA jogou veneno dentro da casa de uma família, que havia adotado o Ozzy há pouco tempo. O inocente comeu o petisco contaminado e não teve a menor chance e acabou falecendo. REVOLTANTE DEMAIS! Estão todos, principalmente a criança, desolados com esta situação de pura MALDADE. É de cortar o coração!! O CRIMINOSO foi encaminhado pro DP e responderá criminalmente! Infelizmente o Ozzy não retornará mais para sua família, mas ao menos o covarde pagará por isso”.

Assista o vídeo:

Lei Sansão

A Lei que prevê de dois a cinco anos de reclusão, além de multa e proibição de guarda, foi sancionada há pouco tempo e a primeira prisão com base no código foi registrada dia 6 de outubro, conforme noticiamos. Relembre:

- Ocorre a primeira prisão de maus-tratos contra animais desde a sanção da Lei Sansão

Na ocasião, participou da prisão o autor da lei, o Deputado Federal Fred Costa.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Últimas histórias