Filhote de cachorro de rua encontrado dormindo em presépio de praça é adotado

Por
em Notícias

Quando Nádia Rosângella parou para olhar um presépio montado em uma praça de Inhuma, Piauí, ela se surpreendeu com um Jesus diferente.

No lugar da manjedoura havia um filhote de cachorro dormindo. Apesar de não ser Jesus, parecia um anjo.

"Fiquei surpresa. Foi tão lindo!" disse Rosângella ao The Dodo. "Uma cena tão linda e pura."

Comovida, mas sem poder levá-lo para casa, Nádia tirou algumas fotos do filhote muito bem acomodado dormindo e compartilhou com amigos e conhecidos a procura de um lar para ele.

Felizmente, um amigo de Nádia foi até a praça, encontrou o filhote ainda no mesmo lugar e o levou para casa. Despretensiosamente, o cãozinho escolheu o singelo lugar para descansar e acabou sendo agraciado com um novo lar.

“Sinto-me feliz e em paz sabendo que ele está bem”, disse Rosângella. "Amo muito os animais e desejo o mesmo para todos eles."

Que Natal melhor ele e a família poderiam ter imaginado, né?

Por que adotar um cachorro de rua?

Os animais têm o poder de tornar as nossas vidas mais alegres e engraçadas. Quantas são as risadas que eles nos arrancam quando fazem alguma peripécia, os passeios diários que nos levam a conhecer lugares e pessoas novas ou a rotina diária de cuidar e alimentar que não saberíamos mais viver sem. Essa realidade, muitos cães de rua desconhecem. Quando você adota um cachorro de rua, está dando a ele mais do que apenas um espaço para morar; você está fazendo com que todas as suas dificuldades desapareçam. Esse cão o amará ainda mais por tornar sua vida melhor. Adotar é um ato de amor!

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com