Gatinho 'carteiro' ajuda vizinhos que não se conheciam a construírem amizade através dele

Por
em Notícias

Um casal de Londres, no Reino Unido, tornou-se amigo de correspondência de um vizinho misterioso graças ao seu gatinho errante Billy, que atuou como carteiro entre as duas famílias.

A dona do gato, Olga Shipunova, 29, e seu parceiro Zack King, 37, receberam seu primeiro bilhete de seu vizinho em Hackney, Londres, em uma noite de setembro do ano passado.

Segundo o portal de notícias Daily Mail, Billy, o curioso gato de um ano, voltou para casa com um bilhete de cores vivas que havia sido enfiado sob a sua gola e embrulhado em filme plástico.

O bilhete dizia:

"Seu gato gosta de vir nos visitar quando está fora. Ele senta na porta e mia para deixarmos ele entrar! É realmente hilário e nós o amamos. Não temos ideia de onde ele vem. Qual o nome dele? Nós o chamamos de Billy.”

Olga escreveu rapidamente sua resposta, a qual foi amarrada da mesma forma na coleira do gatinho.

A resposta dizia:

"Estamos felizes por ele estar fazendo amizade com os vizinhos. E o nome dele é Billy. Então você adivinhou certo. Dê a ele muitos carinhos no queixo. Perdemos o crachá dele, precisamos comprar um novo”.

Essas foram apenas as duas primeiras mensagens de uma enorme sequência que aconteceria durante os meses seguintes.

Olga e Zack agora aguardam ansiosamente as mensagens semanais que são entregues por seu gato carteiro.

O gatinho recebeu até uma ‘mala’ agora: uma caixinha de acrílico que fica presa em sua coleira, onde cabem os bilhetes dobrados.

Apesar da conversa de meses, eles ainda não se conhecem, nem sabem quem são.

O casal conta que entre os tópicos das conversas estão receitas de húmus, recomendações de filmes, bem como seus podcasts favoritos. Olga afirma que guarda todas as mensagens.

“Eu realmente não esperava. Quando ele voltou para casa com o bilhete, não sei por que, mas pensei que talvez ele tenha quebrado o vaso de alguém. Mas fiquei agradavelmente surpresa quando foi este belo bilhete de um vizinho, sinto que encontramos um amigo.”, disse Olga.
“O ano passado foi muito difícil e agora estamos trabalhando em casa, então acho que Billy está um pouco surpreso com a frequência com que estamos aqui. Foi ótimo ter uma surpresa tão boa para nos manter ansiosos por algo - e também fazer o Billy se socializar.”, afirmou o casal.

Eles o adotaram depois que ele foi abandonado há pouco mais de um ano, quando se mudaram para seu apartamento no térreo em Hackney, Londres.

Olga disse:

‘Adoramos a ideia de ele ficar sentado miando até entrar!’.
"Nós amamos Billy e ele é um gato muito sociável - mas nunca esperamos que ele voltasse com um bilhete e definitivamente não que essa amizade viesse disso. As cartas são simplesmente maravilhosas. Em muitos aspectos, totalmente aleatórias, mas realmente significativo ao mesmo tempo. Queremos agradecer ao vizinho porque isso nunca teria acontecido sem eles.'" - contou Zack.

Zack disse que espera continuar trocando as cartas, mas apesar de estar curioso, acha melhor o vizinho permanecer anônimo.

"Seria bom saber quem ela ou ele é, mas não há necessidade, é muito bom do jeito que está. Você perde um pouco do mistério. Gosto de não saber para onde ele está indo, mas é bom saber que ele está visitando alguém que é gentil com ele."
"Nós sabemos que eles são canadenses e é isso. Nunca esperamos que isso se transformasse em amizade, mas tem sido realmente adorável."

O casal disse que continuará trocando os bilhetes se continuarem recebendo.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.