Cachorro atacado por jacaré em açude passa por cirurgia

Por
em Notícias

Um cachorrinho caminhava calmamente por um açude, quando foi atacado por um jacaré que o arrastou até a água. O caso aconteceu na cidade de Unaí, interior de Minas Gerais, e Nick, o cãozinho, ficou severamente ferido.

“Nosso funcionário foi com um vizinho levar sal para colocar para os bois no coxo e ele foi atrás. Nick acabou pulando na água e esse amigo do caseiro ouviu os latidos e pulou no açude. Quando o retiraram viram que ele estava todo ferido”, disse Belízia Santos, proprietária da fazenda onde o açude está localizado.

Ela ainda contou que nunca havia visto jacarés ali:

“Eles retornaram ao açude, deixaram um pedaço de carne e ficaram observando, foi quando viram o jacaré. Nunca imaginei que pudesse haver jacarés no local, mas meu marido falou que eles podem ter saído dos dois córregos que passam por perto”, disse.
“Ele é o menorzinho dos três [Nick], nosso xodó, e foi um presente de um amigo do meu marido. Vamos para a fazenda todos os finais de semana, mas minhas filhas tinham vindo e não fomos. Quando estamos lá ele dorme embaixo da minha cama, se vou 10 vezes ao banheiro, ele vem atrás de mim em todas essas vezes.”

Belicia não pensou duas vezes em se dirigir até a fazenda ao tomar conhecimento que o cachorrinho havia sido atacado.

“Já entrei no carro chorando, quando cheguei vi que ele estava muito ferido, tremia. Peguei uma toalha, o enrolei e fomos para a clínica”, relembrou.

Foi o médico veterinário Fernando Costa Rodrigues que realizou os primeiros socorros de Nick.

“Ele tinha lesões muito graves, que afetaram a pele e a musculatura. Tinha ferimentos no dorso, na genitália, no abdome, pescoço, sendo que o pior estava no braço esquerdo, uma secção da musculatura, que chegava ao nível do osso e sangrava muito”.

Nick chegou à clínica consciente e sentindo muita, muita dor. Segundo o portal de notícias G1, após receber a devida medicação, o cãozinho se estabilizou rapidamente.

“Ele saiu com curativos em quase todo o corpo e retornou no dia seguinte para uma cirurgia”, afirmou o veterinário.

Pela gravidade dos ferimentos, Fernando acreditava que Nick ficaria com sequelas. Entretanto, não foi o caso: após uma cirurgia conduzida pela médica Juliana Mori e pelo anestesista Wilson Júnior Alcebíades, o doguinho se recuperou bem e, dias depois, até retirou os pontos.

“A laceração da musculatura do braço foi muito grave. Nesse quadro é possível que ocorra a atrofia do membro, que passa a não funcionar corretamente, levando o animal a mancar, por exemplo.”

Sobre o ataque do jacaré e da retirada do cãozinho da água, Fernando comentou:

“Na nossa região não temos jacarés grandes, os mais encontrados são o jacaré-do-papo amarelo e o anão, espécies consideradas pequenas. Apesar disso, as lacerações causadas pela dentição podem ser grandes, por isso, é importante que somente as pessoas capacitadas lidem com esses animais”.

Belízia comemorou o final feliz de Nick.

“Costumo falar que Deus dá dons especiais para as pessoas, quando eu vi a patinha, pensei que ele não pudesse mais andar, mas está aqui querendo correr de um lado para o outro”.

Outros casos

Em outubro de 2020 um homem salvou a vida do seu cachorrinho em um lago na Flórida, Estados Unidos.

O crocodilo agarrou o cão e só o soltou porque o dono Richard Wilbanks em uma atitude heroica lutou com o réptil para resgatá-lo. Relembre: Em vídeo impressionante, homem usa as próprias mãos para salvar cachorro de boca de crocodilo.

Em outra matéria Richard conta sobre o estado do seu cão, confira: Dono que salvou cachorro da boca de crocodilo na Flórida informa sobre estado do cão.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.