Família adota coelho gigante que adora tirar cochilos com gato

Por
em Notícias

A dona de casa Nicola Parkin, de 41 anos, cuida de um cachorro chamado Yoda, de um gato chamado Sr. Bojangles e do coelho gigante chamado George. Da raça Continental, George pesa 8,6 kg, sendo maior que o cão da família, Yoda.

George chegou na família com 14 semanas, cresceu e continuará crescendo! A espécie de George tem uma estimativa de vida de cerca de cinco a oito anos. Embora muitas pessoas acabem optando em adotar mini coelhos, Nicola parece confiante que fez a escolha certa, sobretudo, em relação ao bom convívio que George tem com os demais animais.

Embora George mantenha um vínculo muito mais próximo com o Sr. Bojangles, com quem divide alguns cochilos ao longo do dia.

“O gato e o George se dão muito bem, na verdade sempre se deram. Yoda não está muito entusiasmado, pois George o persegue muito, pois ele é maior que o cachorro”, disse Nicola ao Metro.

São muitas as curiosidades sobre como é ter um coelho gigante em casa, mas Nicola afirma que é tudo muito natural e que o comportamento de George pode até ser comparado com um cachorro.

“Viver com um coelho gigante é como ter outro cachorro. Ele vem quando você chama, lambe suas mãos quando você o acaricia, relaxa na sala com a gente à noite e às vezes durante o dia”, contou.

Deve ser uma experiência maravilhosa, especialmente pelo fato de que os animais de Nicola se dão tão bem!

Vídeo: os coelhos gigantes

Os coelhos são animais muito fofinhos e para quem deseja tê-lo como animal de estimação, eles são gentis, de temperamento amigável e inteligentes. Necessitam de um amplo espaço para brincarem e sua alimentação é farta.

Na reportagem produzida pelo Caminhos do Oeste, programa da Vision Art Produções, a repórter Caroline Rossasi, entrevista um criador de coelhos gigantes. Confira!

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com