Estudo revela quais são as raças de cães mais procuradas em cada continente

Por
em Cães

O site britânico Household Quotes realizou uma pesquisa em que avalia e quantifica as principais raças de cães procuradas em todas as partes do mundo. O estudo foi feito com base nas buscas do Google, dogtime e o Wikipedia em 150 territórios do mundo.

“Em seguida, traduzimos os nomes das raças usando as páginas da Wikipedia em diferentes idiomas para cada idioma local onde era possível. Em seguida, coletamos dados mensais de pesquisa do Google para cada raça em cada país”, divulgou o Household Quotes.

Como conclusão, eles identificaram que uma das raças mais populares, por ter aparecido em diferentes países, é o rottweiler. Os rottweilers apareceram como a raça mais procurada por 34 países. Mas, de acordo com o Household Quotes, a raça Australian Shepherd é a mais pesquisada no mundo, com 913.000 visitas mensais nos 4 países onde é o número um. Confira quais são as raças mais requisitadas em cada continente:

Europa

Apenas no Reino Unido, um quarto dos adultos somam a tutelaria de uma população de 10,1 milhões de cães. A principal raça escolhida são os cockapoos, um cruzamento entre um cocker spaniel e um poodle. O site os caracteriza como inteligentes, divertidos e gerenciáveis.

Em outros países, os cães border collie e Cane Corso são os cães mais populares da Europa. Sendo os mais procurados em sete países, cada. A raça Cane Corso, menos conhecida na América do Sul, é conhecido por ser afetuoso, inteligente e majestoso.

América do Norte

No Canadá, a raça mais popular e desejada pela população são os golden retrievers. Sendo essa a segunda raça mais popular do estudo produzido pelo Household Quotes e a mais popular entre 22 países.

Já nos Estados Unidos, a raça de preferência nacional é o pastor australiano. O estudo explica que apesar do nome, o pastor australiano é uma raça americana. Provavelmente é conhecida assim por conta das ovelhas australianas importadas que seus ancestrais pastoreavam.

América do Sul

O rottweiler predomina do território sul-americano, especialmente no Brasil, segundo o estudo. Uma das principais características da raça que a torna tão procurada é o fato deles serem territorialistas e ferozes com possíveis invasores. Além disso, adoram passar um tempo com a família e podem ser muito dóceis.

Já no Chile, a preferência são os pugs. No entanto, o site diz que os pugs tendem a sofrer em climas quentes, portanto, esse não seria o melhor cenário para os cães da raça.

Oriente Médio e Ásia Central

Na região, o pastor alemão é o cão mais popular em sete países da região (além de outros 22 ao redor do mundo). Os cães de guarda predominam o território do Oriente, como os rottweilers e dobermans, mas o golden retriever é o mais popular no Egito. Ele é dono de um comportamento muito sociável e dócil, mas ficou conhecido em algumas partes do mundo como Alsaciano.

Os pastores alemães tiveram uma importante participação que auxiliou milhares de soldados durante a Segunda Guerra Mundial, mas os britânicos se negavam a associá-los aos alemães, seus inimigos durante a guerra, portanto o nomearam de Alsaciano. O nome teve origem na área da fronteira alemã-francesa da Alsácia-Lorraine.

Resto da Ásia e Oceania

As raças asiáticas, como a shiba inu, são extremamente populares no território. Os shiba inu são as preferências em Hong Kong, Japão, Coréia e Cingapura. Mas isso não impediu a raça de ficar conhecida e expandida em outras partes do mundo.

O shih tzu, que surgiu como um cruzamento entre os Lhasa Apso e outras raças imperiais chinesas, é o mais popular nas Filipinas, enquanto os pastores alemães e os golden retrievers lideram os demais países da Oceania.

África

O pastor alemão aparece novamente liderando 14 países africanos, ultrapassando o Rottweiler, que é o mais pesquisado em 13 locais. A raça Boerboel, originária da África do Sul, também aparece na liderança em outros países: Moçambique, Namíbia, África do Sul e Zimbábue.

Embora apareça em apenas um país como o mais procurado, a raça rhodesian ridgeback, também de origem sul-africana, é a mais popular em Botswana.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com