Após ser maltratada por adolescentes, gata se recupera e ganha lar amoroso nos EUA

Por
em Gatos

Depois de ser atacada e colada em uma tábua de madeira com cola de rato, a gata Katherine se recuperou e cruzou o oceano para chegar no seu lar permanente.

Segundo o portal de notícias UPSOCL, um bando de adolescentes do Azerbaijão queria causar dor em alguma coisa. Para o azar de Katherine, uma gatinha que vivia nas ruas, ela foi a escolhida. Além de terem a agredido fisicamente, e por consequência tirado seus dentes, decidiram colar a bichinha em uma tábua usando cola de rato e a deixaram em uma estrada.

Por um tempo, Katherine ficou imobilizada gritando por ajuda e ninguém apareceu. Até que uma boa samaritana finalmente a atendeu e a levou para um hospital veterinário. Então, a gatinha caiu nos cuidados da Good World Animal Rescue and Protection (GWARP) no dia 19 de dezembro de 2020.

Os médicos constataram que a gata estava com um traumatismo na cabeça, sangramento pela boca, perdeu alguns dentes e ingeriu um pouco de cola depois de tentarem selar a sua boca que trouxe uma intoxicação.

Um grande pedaço de cola foi retirado do reto da gatinha, não se sabe se foi proposital ou uma consequência da ingestão da substância.

No dia 30 de dezembro de 2020, a GWARP compartilhou com o público que a bichinha já conseguia abrir os olhos completamente.

Já em 12 de março, depois de passar janeiro e fevereiro se recuperando, Katherine chegou nos EUA de avião pronta para ser adotada.

E finalmente no dia 14 do mesmo mês, a gata já podia se declarar como adotada e estava em seu lar permanente. Quem a adotou foi Melisa Tanksley, que mora em Oklahoma, nos Estados Unidos.

Agora, Katherine poderá usufruir o resto de sua vida como uma gatinha que merece ser mimada como uma rainha.

Dicas para quem vai viajar de avião com pets

Aproveitando o fato que Katherine cruzou os mares para se encontrar com sua tutora permanente, trazemos algumas dicas para quem precisa viajar de avião e vai levar seus pets consigo.

  • Verifique a carteira de vacinação, principalmente a vacina antirrábica precisa estar em dia;
  • Adquira uma caixa de transporte resistente, bem ventilada e com o tamanho adequado para o bichinho e com as especificações da companhia aérea;
  • Treine-o um pouco, use o tempo até o dia da viagem para fazer o animal se acostumar gradativamente com a caixa de transporte usando comida e seus brinquedos favoritos;
  • Alimente-o duas ou três horas antes da viagem;
  • Evite embarcar com antecipação, só o faça se o animal estiver nervoso no aeroporto.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Estudante de jornalismo que é apaixonado por tudo que tenha super-heróis, dragões e faroeste (ele se pergunta todo dia quando que vai lançar um filme misturando os três). Gosta de ler, com um favoritismo em fantasia (por que será?) e adora ver séries em geral. Ama estudar sobre criatividade e sociologia. Tem uma doguinha perfeita e sem defeitos chamada Athena. Também gosta de cinema e matar tempo nas redes sociais vendo memes.