Mãe e filha são agredidas após tentar defender cachorro de maus tratos no RJ

Ao tentarem defender um cachorro de maus tratos em um bar na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, uma mãe e sua filha foram covardemente agredidas no último domingo, 28.

O cão estava na companhia de um grupo de seis pessoas - e um segundo cachorro. O grupo então sentou-se na mesa ao lado das mulheres.

Subitamente, um dos homens começou a enforcar aleatoriamente um dos animais com a coleira. A mulher pediu para que ele parasse, pois estava machucando o cachorro.

Irritado, o homem agrediu a mulher - e sua filha.

De acordo com testemunhas, uma segunda mulher ajudou o homem a machucar as vítimas. “Ela foi para cima de mim. Foi quando a minha filha levantou para me defender. Ele empurrou a minha filha e ela pegou no cabelo, me deu um tapa e começou o puxão de cabelo para lá e pra cá. Enquanto isso, o cara estava batendo na minha filha e a outra mulher também começou a bater”, afirmou a mãe ao jornal matinal Bom Dia RJ.

A menina levou socos e pontapés na cabeça, chegando a desmaiar. Após os ataques, o grupo pagou a conta e fugiu.

Um boletim foi registrado na 16ª DP, da Barra da Tijuca. Os autores da violência ainda não foram identificados, mas responderão por lesão corporal. Os donos do bar prestarão depoimento na tarde desta quarta-feira (31).

Fonte: Cláudia

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários