Cachorrinho deprimido recebe 2ª chance de ser feliz ao ser adotado após anos vivendo nas ruas

Por
em Notícias

O fotógrafo e ativista pelos direitos dos animais John Hwang visita frequentemente abrigos de cães de Los Angeles, nos EUA, para verificar a situação deles.

Há algumas semanas, John foi até o abrigo Baldwin Park Animal Shelter, quando encontrou um cachorro de 10 anos de idade, que estava encolhido em um beco, sem se mexer.

Sensibilizado pela condição do animal, o fotógrafo tirou-o dali e levou-o até o abrigo para ser cuidado e alimentado.

“A primeira coisa que pensei foi o quão tímido e deprimido era aquele cachorrinho. E é por isso que ele provavelmente não queria interagir comigo”, disse John.

“Fiquei surpreso quando ele se aproximou de mim, ele quase não me viu.”

O cachorro estava tremendo muito ao andar. “Ele parecia não estar coordenando direito seus movimentos, o modo como ele se movia era bastante estranho. Ele estava muito debilitado… Mas seu coração seguia funcionando perfeitamente”, disse John.

Uma vez no abrigo, o cãozinho foi banhado, alimentado e medicado pelos veterinários voluntários. Foram quatro semanas de recuperação, onde ele ganhou peso e condicionamento físico.

Recuperado, o pequeno foi disponibilizado para adoção. Não demorou muito até que alguém o levasse para casa.

“Muitas pessoas estavam apaixonadas por este cão e fizeram todo o possível para tentar ajudá-lo”, disse John.

Finalmente, Cathi Perez, voluntária de outro abrigo de cães, via sorteio, conseguiu a guarda do cão.

“Eu estava muito animada para levá-lo pra casa. Ele ficou tão feliz quando saiu. Desde então, está mais sorridente do que nunca”, disse Cathi.

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.