Final feliz: Pit bull arremessado de viaduto sobrevive e é adotado por família amorosa

Por
em Notícias

A prática de abandono de um animal incapaz é lamentável e passível de punição por si só, mas infelizmente algumas pessoas conseguem ir além ao cometer o ato de forma que nos espanta.

Foi o que aconteceu com Hank, um cão pit bull arremessado de um viaduto, a 5 metros do chão. Só que Hank sobreviveu e teve sua vida transformada com a ajuda de uma família amorosa.

Uma idosa presenciou a cena triste e entrou em contato com a filha, April Eells, que se dirigiu rapidamente até o local para prestar os primeiros socorros ao pit bull.

De acordo com April, tudo aconteceu no viaduto da Interestadual 5 em Portland, Oregon (EUA). Hank ficou muito ferido com o impacto e precisou ser hospitalizado.

Veterinários constataram que o cachorro quebrou vários ossos, além de romper ligamentos. Foram necessárias diversos procedimentos cirúrgicos para ele se recuperar por completo.

A família de April queria fazer tudo que estava ao seu alcance para ajudar o cachorro, sem jamais desacreditar de sua recuperação. Com a ajuda de uma vaquinha virtual, eles conseguiram arrecadar fundos para todas as cirurgias de Hank.

"Devido aos ferimentos, muitas clínicas veterinárias teriam sacrificado esse cachorro, mas meus pais queriam dar a ele uma chance de lutar. Ele é absolutamente doce e tem apenas 1 a 2 anos de idade, então esse cara merece uma segunda chance de uma vida boa!", disse April.

Curiosamente, a norte-americana sentiu uma conexão muito especial com Hank, pois sua filha havia passado por um incidente semelhante ao que ele passou. No ano passado, sua filha havia tentado tirar a própria vida pulando de um viaduto e agora ela estava se recuperando, assim como Hank. Veja abaixo um vídeo de Hank se recuperando:

"Ele virou um símbolo para ela. Portanto, não podemos simplesmente desistir. Há um motivo para tudo isso".

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.