Cão dachshund especialista em encontrar dinheiro arrecada mais de 250 dólares e dono doa para abrigo de animais

Por
em Notícias

Que os animais possuem o coração mais doce de todos não é novidade, mas a atitude do pequeno Jake, um dachshund, de 15 anos, é inspiradora. O cãozinho que vive em Dearborn, Michigan (EUA), tem um talento único: encontrar dinheiro em qualquer lugar.

Seja na rua, em parques, embaixo do sofá, ou atrás da almofada, Jake tem um olfato invejável e muito apurado para dinheiro. O dono, Richard Truett, resolveu aproveitar a habilidade do seu cachorro e passou a guardar todo o valor encontrado em uma caixa de madeira.

Depois de algum tempo, Richard resolveu conferir o valor e se surpreendeu com a quantia arrecadada. Os valores encontrados por Jake somavam o valor de US $ 250 equivalente a R$1.395,15, de acordo com o ClickonDetroit, um portal de notícias americano da área metropolitana de Detroit e região. Orgulhoso, Richard resolveu destinar o valor para construção de uma nova área para animais no centro de adoção Friends for Animals of Metro Detroit.

A finalidade, no entanto, requer um investimento maior, então Richard decidiu criar uma campanha de arrecadação para multiplicar o valor. A meta é de 25 mil dólares e até o momento a campanha arrecadou pouco mais de US $ 6 mil.

"A pandemia de COVID-19 trouxe um senso de urgência para essa missão. Um cachorro dando seu próprio dinheiro para ajudar outros animais: o que poderia ser mais perfeito?", questionou Richard na publicação em seu Facebook.

Cão encontra carteira com quase R$ 4 mil e devolve ao dono

Esse, no entanto, não é o primeiro caso de um cachorro que tem faro - e um faro bom - para o dinheiro. Recentemente, contamos a história do cachorrinho Marrom que encontrou uma carteira com quase R$ 4 mil que foi devolvida ao dono.

O caso, ocorrido em Londrina, Paraná, ganhou as redes pela atitude do cachorro que levou a carteira até a proprietária de um pet shop que identificou o dono: o açougueiro de um mercado da região em que o Marrom costuma ficar. O felizardo, Joaquim Arantes, não poderia ter ficado mais feliz com a ajuda do cãozinho.

Viu só?! Mesmo sem saber, os pets estão sempre beneficiando e ajudando outros amiguinhos, seja da mesma espécie, ou humanos atrapalhados que perdem os seus objetos.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com