ONG e Exército mexicanos se unem para resgatar cães abandonados após passagem de furacão

Por
em Notícias

A passagem de um furacão pela costa mexicana causou inúmeras inundações e deslizamentos de terra, afetando centenas de milhares de pessoas.

Segundo noticiou o portal de notícias Wapa, na cidade de Villahermosa, grande parte da população está desabrigada e muitas famílias perderam entes queridos, inclusive seus animais de estimação. Apesar de pouco noticiado, estima-se que dezenas de animais abandonados também tenham falecido.

Ciente disso, a ONG Caninos 911 em parceria com o Exército Mexicano criou uma campanha de resgate e acolhimento de cães abandonados.

Por meio de um post no Facebook, a entidade mostrou todos os doguinhos que conseguiu ajudar até agora. São centenas!

Segundo dados oficiais, ao menos 50 cães morreram devido ao abandono de suas famílias, que optaram por se refugiar em um local seguro e os deixaram para trás.

Trabalho continua

“Entramos nos caminhões com o Exército e, na paisagem desolada, você vê cachorrinhos boiando, amarrados aos gravetos já mortos, e há outros casos de famílias que desocuparam suas casas e os cachorros estão lá dentro sem receber comida nem nada, abandonados nas casas”, lamentou a ativista Gilda Ruiz, da Caninos 911.
“É preocupante, isso já acontece há um mês, desde que tudo começou, e há muitos relatos que temos, de cães abandonados até em telhados. Existem mais de 50 cães na área de Ixtacomitán, Florestas de Saloya, Cunduacán e Nacajuca aguardando socorro", acrescentou.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.