Ciclistas encontram cão dachshund desnutrido abandonado em estrada e decidem resgatá-lo

Por
em Notícias

Era para ter sido apenas mais um passeio de bicicleta, em de São José dos Campos, São Paulo, mas Ladislau Alcântara e Rosilene Jansen encontraram alguém muito especial no meio do caminho que transformou o roteiro do dia e das suas vidas. Durante o percurso, em uma estrada deserta, Ladislau e Rosilene se depararam com um cachorro marrom da raça dachshund, visivelmente desnutrido e com os ossos em evidência, que eles decidiram resgatar.

Imediatamente a dupla foi até o cão que, como se estivesse pedindo ajuda, não tentou fugir ou se esquivar dos ciclistas, mas se aproximou docilmente. Ladislau e Rosilene sabiam que não poderiam deixá-lo para trás e ao questionar populares da região sobre um possível dono, eles foram informados que o abandono de animais é comum na área, logo, o dachshund era fruto de um.

“Percebemos que ele estava abandonado e tínhamos pão na mochila, então fui até ele, dei o pão e ele comeu na hora. Fiquei desesperada porque não queria deixá-lo lá, mas ainda faltavam mais de 40 quilômetros (25 milhas) para voltar para casa”, disse Rosilene ao The Dodo.

Apesar dos poucos recursos, Ladislau sabia que o cachorrinho não tinha mais ninguém com quem contar, por isso, decidiu resgatá-lo e levá-lo em sua mochila. Como o caminho era longo e havia muitos quilômetros pela frente, ele envolveu o cão, agora nomeado Pelanka, com uma fita dentro da mochila e seguiu caminho em direção a sua casa.

“Não foi fácil. Eu estava andando de bicicleta atrás dele e checando a mochila para ter certeza de que o cachorro não caiu. Cada quilômetro era uma eternidade”, afirmou a colega de ciclismo.

Durante o caminho, Rosilene foi surpreendida por Ladislau que disse a seguinte frase:

“Já que não tenho filhos, terei um cachorro.”

Já em casa, Ladislau banhou e alimentou o seu novo cachorro, que rapidamente se familiarizou com o ambiente. Com o passar do tempo, os ciclistas ficaram muito apegados ao cachorrinho, e agora os três são completamente inseparáveis; eles são amigos incondicionais.

Desde então, Pelanka ganhou peso, confiança, além de todo o amor do seu novo dono. A dupla costuma, inclusive, realizar muitas aventuras juntos, afinal, foi assim que eles se conheceram, não é mesmo?

“Com o passar do tempo, os ciclistas ficaram muito apegados ao cachorrinho, e agora os três são completamente inseparáveis; eles são amigos incondicionais”, confirmou Rosilene.

Se você quiser acompanhar mais da rotina do Pelanka, pode segui-lo no Instagram: pelanka_dachsund

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com