Homem enfrenta inundação repentina para salvar animais selvagens que estavam se afogando

Por
em Proteção Animal

2016 foi um ano extremamente conturbado para os Estados Unidos. Vários estados na porção sul do país foram severamente afetados por chuvas volumosas que causaram diversas enchentes, desabrigando diversas pessoas e animais.

Esse segundo grupo, no entanto, contou com a ajuda de algumas boas almas para salvá-los.

Na cidade de Hernando, Mississippi, durante uma enorme enxurrada, dois homens viram os animais da floresta próxima em apuros e decidiram ajudar.

"Meu irmão e eu notamos vários animais saindo da floresta inundada para um pasto em frente à nossa casa", disse Frankie Williams, o encanador e paisagista de 26 anos, ao portal The Dodo.
"Tínhamos um pequeno barco disponível para ir verificar a floresta inundada. No caminho para a floresta, dirigindo pelos campos inundados, salvamos vários ratos do campo, musaranhos terrestres e coelhos", disse ele.

Frankie relatou que enquanto os guaxinins conseguiam se salvar subindo mais alto nas árvores, gambás e tatus ficavam presos em pedaços de terra sem outra escolha a não ser agarrar-se a tudo o que pudessem encontrar para evitar serem arrastados pelas águas.

Os irmãos ficaram horas rodando a região alagada salvando os bichanos da forte correnteza, e assim que o nível da água começou a baixar, os animais foram soltos.

"Cresci com uma grande paixão pelo ar livre", explicou Frankie. "[Eu] odeio ver qualquer animal sofrer."

Assista a um clipe da difícil missão de resgate abaixo.

Resgates de animais

Em novembro de 2020, a passagem de um furacão pela costa mexicana causou inúmeras inundações e deslizamentos de terra, afetando centenas de milhares de pessoas. E assim como os irmãos da matéria acima resgataram centenas de animais, a ONG e Exército mexicano se uniram para resgatar cães abandonados após o furacão. Você pode conferir a matéria completa: ONG e Exército mexicanos se unem para resgatar cães abandonados após passagem de furacão. Essas histórias nos sensibilizam e mostram o quanto os animais precisam dos humanos e quanto os humanos podem ser sensíves aos animais.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.