Conheça Ivory, a gata com olhos neon que mudam de cor conforme o clima

Por
em Notícias

A gatinha Ivory, de 10 anos, tem desempenhado um importante papel na vida da sua dona, Gabriela Carvalho, 28, de Calgary, Alberta, Canadá. Ivory possui um olho de cada cor devido a rara condição de heterocromia, cujos tons mudam de acordo com o clima. A cor dos seus lindos olhos oscila entre verde e amarelo fluorescentes (neon) para amarelo brilhante e laranja.

Além de ter uma aparência exótica - e encantadora - que chamou a atenção da dona em um primeiro momento, Ivory tem sido fundamental para ajudar a dona a superar a morte da sua antiga felina, Luna, que faleceu aos cinco anos, vítima do vírus da leucemia felina.

Segundo o Daily Mail, Gabriela perdeu a sua gata de terapia emocional de cinco anos, Luna (foto), pouco antes de adotar Ivory no mesmo abrigo que havia adotado Luna.

O primeiro encontro entre as duas aconteceu no abrigo em que Luna havia sido adotada. Assim como a primeira gatinha de Gabriela, Ivory vivia lá e as duas se conheceram quando a jovem foi até o abrigo para doar a ração que ela havia comprado para Luna antes dela falecer.

Ela foi até o local sem nenhuma intenção de adotar outro gatinho, mas ao cruzar o corredor do abrigo, ela se deparou com a beleza e o comportamento singular de Ivory. Gabriela então pediu para passar um tempo com a felina no abrigo para conhecê-la melhor.

“Ivory saiu, caminhou até mim, deitou bem no meu colo e começou a ronronar, e ela ronrona alto e como um pombo”, contou.

A afinidade foi além quando Gabriela descobriu a origem da gatinha, que veio da Jordânia.

“Passei seis meses na Jordânia, cerca de cinco anos antes, na mesma cidadezinha de onde essa doce menina veio. Com que frequência isso acontece?”, declarou Gabriela.

Amor - e afinidade - à primeira vista, Gabriela sabia que elas estavam predestinadas a se conhecerem, por isso, resolveu adotá-la. Apesar da idade avançada, a jovem conta que Ivory tem o comportamento de uma adolescente cheia de energia.

Os principais cuidados são voltados para a alimentação de Ivory, que já não possui muitos dentes e precisa comer alimentos úmidos, quase líquidos.

“Eu amo cada detalhe de Ivory, ela é uma grande bênção e eu sou muito grata por ela. Ela tem sido a melhor amiga durante toda esta perda e o Covid-19. Ela é preciosa e sou grata por ela ter me escolhido primeiro”, afirmou Gabriela.

Heterocromia em gatos

A condição, que consiste em um olho de cada cor, é comum nos humanos e também em cães e gatos. As combinações de cores mais comuns, porém, é azul com verde, amarelo ou marrom.

Quando o gatinho nasce, os seus olhos parecem azuis devido à falta de um pigmento chamado melanina na íris. Com o passar do tempo, a tendência é que o pigmento se espalhe e a cor do olho mude. Em casos de heterocromia, o pigmento só se distribui em uma íris à medida que escurece, enquanto a outra permanece azul.

Não há explicação para a condição, embora se supõe que fatores genéticos possam contribuir com o resultado, mas sabe-se que ela não interfere na visão do animal ou da pessoa portadora de heterocromia.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com