Mesmo com coluna fraturada, cachorrinha fica sentada para poder amamentar filhotes

Por
em Cães

Uma cachorrinha chamada Dora foi encontrada com as patas traseiras paralisadas, aparentemente causadas por um atropelamento. Algumas pessoas perceberam a cadela, que estava na beira de uma rodovia no México, e quando pararam para ajudá-la, perceberam que ela não estava sozinha, mas acompanhada de uma ninhada.

Com uma grave lesão, Dora acabou ficando com a coluna fraturada, mas mesmo sem condições físicas e possivelmente tomada de dor, a canina se esforçou para ficar em uma posição que pudesse amamentar os seus filhotes.

Felizmente, ela e os seus filhotes foram resgatados e levados para um lugar seguro. Os filhotes aparentavam estar debilitados, sobretudo pela dificuldade em se alimentar. Mas graças a ajuda dos voluntários, eles foram alimentados e Dora pôde finalmente receber os devidos cuidados.

Segundo o The Dodo, a coluna de Dora foi operada e ela conseguiu recuperar alguns movimentos. No entanto, devido a gravidade do caso, os especialistas disseram que era improvável que ela voltasse a andar. Contudo, os voluntários não restringiriam os esforços em ajudá-la a se locomover e providenciaram uma cadeira de rodas para Dora.

Com tantas situações delicadas que Dora já enfrentou, como alimentar os seus filhotes, esse, seria apenas mais um desafio vencido pela canina.

Os filhotes foram adotados, enquanto Dora foi transferida para um santuário no estado de Washington, chamado Angels With Misplaced Wings, onde ela será assistida em busca da sua recuperação completa.

Confira o progresso de Dora em vídeo:

Criando uma cadeira de rodas para o seu pet

Patricia Alcolea, dona do Canal AUnimal, ensina de maneira simples a fazer uma cadeira de rodas que pode ser usada tanto por um cachorro quanto por um gato com necessidades especiais, e o melhor, usando materiais de fácil acesso.

Confira o passo a passo no vídeo:

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com