Comerciante disponibiliza sofá em seu estabelecimento para cães de rua descansarem

Além do espaço para eles dormirem confortavelmente, o homem disponibiliza alimento e água para os animais.

São nos detalhes que as pessoas se mostram capazes de cometer bênçãos… ou maldições. No caso deste senhor, Maurílio Mendes, ele se encaixa na primeira opção.

O comerciante, que vive em Capão Bonito, São Paulo, demonstrou toda a sua empatia através de uma atitude muito simples, mas que faz toda a diferença. Maurilio colocou um sofá no seu estabelecimento, mas não é para os clientes, e sim para cães de rua. Dá para acreditar?

Foto: Facebook / Indianara Dominguez
Foto: Facebook / Indianara Dominguez

Acostumado a alimentar animais da região, ele resolveu proporcionar um pouco de conforto aos cães que não possuem casa e, olha, eles adoram. Para os cães que vivem na rua, já é difícil encontrar alguém que os trate bem, imagina se eles não iriam gostar de quem não só os trata bem, como os alimenta e se preocupa com o conforto deles.

“Eu só faço o que não fazem. Sempre gostei de cachorro, então deixo água, comida e também o sofá para eles descansarem”, disse. Quanta doçura em um só gesto, não é?

Foto: Facebook / Indianara Dominguez
Foto: Facebook / Indianara Dominguez

Embora pareça incomum, Maurilio garante que os clientes não se incomodam com a presença dos animais. “Normalmente uns seis animais descansam por aqui, outros só comem e vão embora. Mas eles nunca chegaram a atrapalhar a clientela da loja”, afirma.

Apesar da relação entre eles ser muito natural, o fato chamou a atenção das pessoas que passaram pelo local, uma delas foi a Indianara Dominguez, que ao ver os animais descansando, ficou surpresa com tamanha afeição e resolveu tirar uma foto para compartilhar nas redes sociais. Isso aconteceu novembro do ano passado, o que, claro, chamou a atenção de muitas outras pessoas.

Foto: Facebook / Indianara Dominguez
Foto: Facebook / Indianara Dominguez

“Enquanto uns maltratam, outros enxotam e outros até matam esses pequenos seres indefesos, esse senhor os acolhe com amor na entrada da sua loja. Eu já vi pessoas que deixam cachorros entrarem nos estabelecimentos para se abrigar da chuva ou do calor, mas a pessoa ter um sofá só para os cachorrinhos que nem são dele, foi a primeira vez. Tinha até um cobertorzinho. Achei inacreditável, pois nos dias de hoje o que mais vemos é maus-tratos e desamor. Quanto mais gente souber dessa atitude dele, mais pessoas podem copiar a boa ideia”, escreveu na publicação.

Fica aí o bom exemplo que pode e deve ser copiado!

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários