Principais tipos de câncer caninos, seus sintomas e como tratá-los

Por
em Notícias

Como os seres humanos, primatas em geral e diversas espécies de mamíferos, os cachorros são suscetíveis ao câncer, principalmente à medida que envelhecem.

O câncer é o nome dado a um conjunto de doenças que causam o crescimento desordenado de células, que invadem tecidos e órgãos. Elas se dividem rapidamente e tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores, que podem espalhar-se para outras regiões do corpo.

De acordo com o centro veterinário Pets WebMD, o câncer em cães é, na verdade, uma das principais causas de morte em cães com mais de 10 anos. De fato, mais de 50% deles podem desenvolvê-lo em algum momento de suas vidas.

Em parte, isso se deve ao fato de nossos cães viverem mais por causa dos cuidados veterinários e diários aprimorados, mas, infelizmente, a velhice traz seus próprios problemas.

A boa notícia é que, em geral, quando detectado precocemente, o câncer pode ser tratável, com alta probabilidade de sobrevida. Levá-lo regularmente ao veterinário é essencial para detectá-lo precocemente e iniciar o tratamento.

Sinais de câncer em cães

Eles podem ser bem variados, em parte porque existem muitos tipos diferentes de câncer. É difícil fazer um diagnóstico apenas com os sintomas, mas alguns dos sintomas mais comuns de tumores caninos são os seguintes:

  1. Lesões que não cicatrizam, mesmo após o tratamento;

  2. Dificuldade para ir ao banheiro (urinar e / ou defecar)

  3. Vômito e / ou diarreia rotineira

  4. Perda de apetite e perda de peso

  5. Dificuldade para comer ou engolir

  6. Letargia e falta de vontade de praticar exercícios

  7. Rigidez ou claudicação

  8. Dificuldade ao respirar

  9. Cheiro ruim crônico

Se o seu cão está apresentando algum dos sinais clínicos acima, ele deve ser levado ao veterinário imediatamente. Mesmo que não seja câncer, ainda pode ser um sinal de um problema de saúde que precisa de tratamento.

Tipos mais comuns de câncer em cães

Os cães podem sofrer de muitos dos mesmos tipos de câncer que os seres humanos.

Alguns tipos de câncer são influenciados por fatores genéticos e são mais comuns em certas raças, mas a maioria pode afetar praticamente qualquer raça ou tamanho de cão.

Hemangiossarcoma

Este tipo de tumor canino afeta as células que revestem as células endoteliais. É mais comum em cães de meia-idade a idosos e raças como Golden Retrievers e Pastores Alemães (mais predispostas).

Linfoma

O linfoma é um câncer que afeta o sistema linfático.

Ele pode ser visto pela primeira vez nos gânglios linfáticos e geralmente aparece como gânglios inchados sob o pescoço, na frente dos ombros e atrás do joelho (alguns dos gânglios linfáticos do corpo).

Também pode afetar o tecido linfático em outras áreas do corpo, incluindo o sistema digestivo. Este tipo de câncer em cães pode causar inchaço interno e doenças, muitas vezes causando problemas respiratórios e digestivos. Poodles, Golden Retrievers e Pastord Australianos são as raças de maior risco.

Mastocitoma (tipo de tumor)

Os mastócitos podem se desenvolver em qualquer parte do corpo do cão, mas geralmente se manifestam como lesões cutâneas.

Esses tumores caninos podem variar em gravidade de benigno a agressivo. Os boxers são os mais atingidos.

Melanoma

Este tipo de câncer em cães afeta a pele, geralmente se desenvolvendo ao redor dos olhos, dentro da boca e às vezes ao redor das almofadas dos pés.

Os melanomas vêm de células produtoras de pigmentos e, portanto, geralmente aparecem como pequenos caroços escuros, mas também podem ser bastante grandes e achatados.

Se puderem se espalhar, eles podem se tornar muito difíceis de remover cirurgicamente, então é importante que sejam detectados o quanto antes.

Osteosarcoma

O osteossarcoma é um tipo de câncer ósseo maligno, mais comumente encontrado em raças de cães de grande porte. Os ossos longos (nos membros) são particularmente afetados e os sintomas geralmente incluem rigidez, inchaço e dor ao redor da área.

Carcinoma de glândula mamária

Este tipo de câncer em cães afeta a glândula mamária, principalmente em cadelas. A boa notícia é que, se você esterilizar seu cão logo no início, o risco de desenvolver esse câncer será significativamente reduzido.

Diagnóstico

O diagnóstico não pode ser estabelecido apenas com base nos sintomas. Se você suspeita que seu cão tem câncer, seu veterinário pode querer realizar uma série de testes de diagnóstico, incluindo exames de sangue e imagens (raios-X, ultrassom ou ressonância magnética, usados ​​tanto para ajudar a determinar se há suspeita de câncer quanto para estabelecer se ele se espalhou.

Uma biópsia também pode ser sugerida, onde uma amostra do tumor ou um aspirado de células ou tecido é retirado e examinado para procurar alterações cancerosas.

Tratamento

Devido ao fato de que muitos dos tipos de câncer em cães são iguais aos humanos, os tratamentos também são bastante semelhantes. O tipo de tratamento que o seu veterinário recomenda depende do tipo, do tamanho do tumor do cão, onde está e se está disseminado.

É bastante comum que o seu veterinário recomende uma combinação de tratamentos para direcionar o tumor existente e prevenir o retorno do câncer.

A cirurgia pode ser sugerida, mas este tratamento pode não ser adequado para cânceres que se espalharam amplamente para outros locais. Outros tipos comuns de tratamento incluem radioterapia e quimioterapia.

É importante ter certeza de que a quimioterapia não é conduzida da mesma forma que em humanos: os cães recebem doses mais baixas de medicamentos quimiotóxicos do que um humano e isso visa minimizar os efeitos colaterais indesejados que poderiam reduzir sua qualidade de vida, incluindo doenças oportunistas e náuseas.

Além de tratar o câncer em si, seu veterinário pode recomendar tratamentos para minimizar os impactos da doença em seus cães. Por exemplo, se seu cão perdeu muito peso, uma dieta com alto teor de energia pode ser recomendada. Se eles sentirem desconforto ou dor, é provável que seu veterinário possa prescrever medicamentos analgésicos para ajudá-los.

Se você suspeita que seu cão tem um tumor, detectá-lo precocemente é fundamental para dar a ele a melhor chance de se recuperar totalmente. Sempre certifique-se de levar seu cão para check-ups veterinários regulares para que eles possam ficar atentos a quaisquer sinais potenciais de câncer em cães.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.