Conheça Max, um cão husky que é o melhor amigo de um pato

Por
em Notícias

A amizade entre o husky siberiano Max, de 15 anos, e o pato Quackers, de sete anos, tem surpreendido muitos humanos na internet e tem muito a nos ensinar.

Os melhores amigos vivem em Strout, Minnesota (EUA), com os donos Patrick e Kirsten Riley e foram unidos logo depois que Max perdeu o seu melhor amigo, outro husky siberiano chamado Sasha.

Max vive com a família desde que tinha cinco anos e por muito tempo desfrutou de bons momentos com Sasha, mas depois da sua partida, a família decidiu eleger uma nova companhia a ele, mas de outra espécie.

Foi aí que eles inseriram o Quackers na família e foram surpreendidos pelo vínculo afetivo criado entre eles.

“Max ficava sentado ao lado do Quackers o tempo todo, e eles simplesmente ficavam assim. Depois de deixá-lo sair, eles nunca mais se separaram”, disse Patrick ao WCCO - CBS Minnesota.

Desde então, Max e Quackers nunca mais se separaram, pelo contrário, ficaram cada vez mais unidos. Seja para brincar, dormir ou simplesmente estar lado a lado, eles adoram a companhia um do outro.

“Eles dormem juntos, comem juntos, bebem juntos, caminham juntos na estrada. Eles fazem tudo juntos”, conta Kirsten.

A união entre as diferentes espécies ultrapassou a cerca da propriedade da família Riley e os dois se tornaram populares entre a vizinhança, especialmente pelas caminhadas que eles costumam fazer pela comunidade.

“Às vezes, no caminho para casa, espero que eles estejam lá porque são preciosos demais para serem vistos. Vemos pessoas parando lá o tempo todo. O trânsito às vezes fica preso por causa de todas as fotos que eles tiram”, disse Alisa Godejahn, uma vizinha da família.

A diferença de espécies não deve fazer a menor diferença para eles, o que importa é apenas o amor construído, não é mesmo?É realmente possível que animais de diferentes espécies sejam amigos?

Os cães são animais estritamente sociáveis e adoram fazer amizade, e claro que sua amorosidade se estende a outras espécies. A antropóloga Barbara King, em uma entrevista a New York Times, sugeriu os seguintes critérios para determinar se as interações entre os animais se qualificam como amizades reais:

  • O relacionamento deve ser sustentado por "algum período de tempo"
  • Deve haver mutualidade - o que significa que os dois animais devem estar se envolvendo.
  • Uma "acomodação" de algum tipo deve ser feita pelos animais para tornar a amizade possível - esta pode ser uma maneira especial de os animais se comunicarem ou algo tão grande quanto os animais desafiando seus instintos para evitar seus papéis "naturais" de predador e presa.

Embora essas amizades obviamente não sejam comuns (especialmente na natureza), os especialistas dizem que os predadores e suas presas podem estar em uma posição única para se ligar em um nível profundo quando surgem as circunstâncias certas.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com