Covid-19: Veterinários cedem ventiladores respiratórios de suas clínicas para hospitais de Nova York

A ação acaba deixando os animais desassistidos, mas ajuda a suprir a falta de equipamentos na rede hospitalar americana.

As condições alarmantes na rede de saúde de Nova York causadas pelo coronavírus têm mobilizado outros segmentos para contribuir com a doação de suprimentos.

A pedido do prefeito de Nova York, Bill de Blasio, veterinários de toda a região estão cedendo ventiladores respiratórios das suas clínicas para os hospitais, para comportar a grande demanda do número de pacientes infectados que estão hospitalizados.

Brett Levitzke, diretor médico do hospital veterinário Veterinary Emergency & Referral — um dos maiores hospitais de animais de emergência 24 horas da cidade e um dos únicos que possui um ventilador de grau humano —, diz que o momento é inédito, especialmente pelo fato das necessidades humanas substituírem a vida animal.

“Como veterinários, prestamos juramento para aliviar o sofrimento de animais de estimação e é nisso que nossas carreiras estão centradas. Penso que é a única vez, em uma crise como essa, que isso acontece”, declara Levitzke.

Apesar das diferenças pontuais entre o campo médico humano e veterinário, Levitzke diz que a ação conjunta em combate ao vírus apesar de ‘comovente’, é perigosa para a saúde dos animais que precisariam do aparelho. “Tivemos um gato recém-chegado [terça-feira] que estava com uma terrível insuficiência cardíaca e que potencialmente precisaria estar em um ventilador. Infelizmente, os donos optaram por sacrificar o gato”, afirmou.

O veterinário reforça, ainda, a importância da colaboração para o bem comum. “É a coisa certa a fazer. Se nós, como veterinários, podermos contribuir de alguma forma para ajudar nossos colegas humanos, certamente o faremos”.

É, o momento não tem sido de decisões fáceis.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários