Pit bull que vivia triste na rua sobe em carro e convence mulher a adotá-lo

Por
em Notícias
Distraída, a mulher deixou uma porta aberta e, para a sua surpresa, ao invés de um ladrão foi um cãozinho sem teto que invadiu - de maneira amorosa - seu veículo.

Momentos especiais acontecem nas nossas vidas quando menos esperamos e é exatamente por isso que eles são especiais. Assim foi a chegada do pit bull, agora chamado Buddy, na vida de Emily e seu parceiro, Garret, que vivem no Texas, Estados Unidos.

Emily saiu do seu carro e sem perceber deixou uma das portas abertas, momento que o cão, até então de rua e em busca de um lugar seguro, aproveitou para entrar. Quando retornou, o casal se deparou com a surpresa: o cãozinho deitado no banco de trás e com o semblante mais doce que ela já poderia ter visto. Como tocá-lo para fora?

Felizmente eles não tiveram essa coragem e, ao invés disso, foram comprar comida para o seu novo companheiro. “Ele parecia olhar para nós e dizer 'Vamos sair juntos'”, disse Garret.

Mesmo sendo amor à primeira vista, o casal buscou saber se o cão possuía algum microchip de identificação ou um dono. Sem respostas, Emily e Garret levaram Buddy ao veterinário para fazer um check up de saúde e garantiram que ele não precisasse nunca mais buscar abrigo em carros alheios ao adotá-lo.

“Nós nos apaixonamos por ele muito rapidamente, então eu quis que ele não fosse mais um cachorro de rua. Eu queria que ele ficasse comigo”, disse Emily.

E foi exatamente o que aconteceu, Buddy agora não era mais um cão de rua, mas um sortudo por ter encontrado uma família acolhedora pronta para lhe dar todo o amor que merece!

Veja vídeo:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com