Husky siberiano que nasceu sem patas é adotada, ganha cadeira de rodas e agora é só felicidade

Por
em Notícias

A cadelinha Maya, 3 anos, da raça husky siberiano, nasceu sem patas e com um problema crônico na região dos quadris. Até algum tempo atrás, ela não conseguia ficar de pé por mais do que alguns segundos.

Nascida e criada por uma família da Tailândia, a cachorra foi educada para ser independente e sobretudo, feliz, apesar das circunstâncias.

“Uma época eu estava procurando um cachorrinho quando encontrei um post no Facebook de um abrigo que oferecia um cão para adoção. Foi mencionado que ela tinha anomalias congênitas, sem patas nas quatro pernas”, disse Kit, mãe adotiva da cadela.

Nesse momento, ela decidiu adotá-la.

Kit conta que no começo foi difícil, mas ela não trocaria por nada essa experiência. A moça chama Maya de “brincalhona e forte”.

“Ela adora brincar de bola e passar o tempo com seu amigo cachorrinho Mamon, além de adorar dormir”, afirma.

Maya nasceu sem patas nas quatro pernas e acabou em um abrigo com muito poucas chances de ser adotada.

Felizmente, Kit não se importou com suas anomalias congênitas e decidiu dar uma chance à cadelinha.

Maya é realmente a cachorrinha mais sortuda do mundo.

Não surpreende que ela esteja sempre tão feliz.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.